Tag Archives: vinho do Porto

Sonhos de Banana

Existem variadíssimas receitas de sonhos, todas elas deliciosas e cada uma com características próprias, de acordo com o ingrediente de referência. Neste caso, temos os sonhos de banana, uns fritos que são uma verdadeira delícia, com uma consistência ligeiramente mais densa que os sonhos tradicionais, lembrando as bolas de Berlim.

Uma excelente ideia para inovar nas tradições de Natal, podendo os sonhos ser saboreados em qualquer altura do ano, até porque permitem fazer o aproveitamento de bananas que estejam mais maduras. Se ainda não experimentou a receita, não deixe de o fazer, pois vale realmente a pena!

Ingredientes:

Para os sonhos
  • ½ chávena (chá) de açúcar
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 2 bananas grandes maduras
  • 2 chávenas (chá) de farinha
  • 3 colheres (sopa) de leite
  • 3 ovos
  • açúcar e canela
Para a calda (opcional)
  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 1 pau de canela
  • 350 g de açúcar
  • 350 ml de água
  • raspas de 1 citrino (limão ou laranja)

Confeção:

Para os sonhos, bata os ovos com o açúcar até obter uma consistência homogénea e fofa.

Adicione a farinha, previamente misturada com o fermento, e envolva bem.

Esmague as bananas até obter um puré e adicione-as ao preparado anterior, juntamente com o leite.

Coloque uma frigideira com bastante óleo ao lume até aquecer bem e mergulhe 2 colheres (sobremesa) para as olear.

Reduza o lume e frite colheradas de massa, virando os sonhos para que fritem bem e por igual. À medida que os vai fritando, coloque-os sobre papel absorvente para retirar o excesso de gordura.

Polvilhe com açúcar confeiteiro e canela.

Se desejar regar os sonhos com calda, leve ao lume todos os ingredientes listados,  à exceção do vinho do Porto. Deixe ferver durante 1o minutos.

Adicione o vinho do Porto à calda já fora do lume.

Sirva os sonhos regados com calda.

Créditos da foto: lusofonias.wikispaces.com

Pudim de Natal

Este pudim, tradicionalmente servido no Natal como parte da ceia da consoada, tem as suas origens na Inglaterra medieval. Na sua confeção entra uma quantidade considerável de passas – corintos e sultanas -, levando também fruta cristalizada e especiarias.

O pudim mantém-se durante vários meses (até um ano), porque contém muito álcool.

Ingredientes:

  • ½ colher (chá) de fermento em pó
  • 1 chávena (café) de leite
  • 1 chávena de açúcar
  • 1 chávena de vinho do Porto
  • 1 colher de bicarbonato de sódio
  • 1 copo de conhaque ou whisky
  • 1 pacote de cidrão
  • 100 g de abóbora cristalizada
  • 125 g de manteiga
  • 150 g de cerejas cristalizadas
  • 2 chávenas de farinha
  • 250 g de corintos
  • 250 g de sultanas
  • 4 ovos

Confeção:

Bata muito bem a manteiga com o açúcar.

Junte os ovos, um a um, e volte a bater bem.

Acrescente os ingredientes secos, previamente peneirados, o leite e o vinho do Porto. Mexa bem.

Por último, deite as frutas e leve a cozer em forno lento, entre 1h e 30m a 2h, numa forma lisa com papel untado de manteiga.

Quando o pudim estiver cozido, retire-o e regue com o conhaque ou whisky. Decore a seu gosto.

Pudim do Pai Natal

Existem diversas receitas de pudins típicos de Natal, sendo esta uma sobremesa indispensável à mesa da maioria das famílias em muitos países. Esta é uma delas e é tão saborosa e rica que seria digna de deixar na chaminé para presentear o Pai Natal na noite da consoada. Experimente a fazê-lo e verá que não sobrará nada no prato… 🙂

Ingredientes:

Para o pudim
  • 1 pão de forma
  • 22 gemas
  • 500 g de passas
  • 600 g de açúcar
  • noz-moscada q.b.
Para a cobertura
  • 1 copo de açúcar em pó
  • 200 ml de vinho do Porto
  • 2 gemas

Confeção:

De véspera, leve o açúcar ao lume, coberto com água, até ficar em calda.

Junte todos os ingredientes, exceto as gemas, e deixe ferver uns minutos. Quando arrefecer junte as gemas previamente batidas e volte a levar ao lume para engrossar.

Deite o preparado num recipiente untado e polvilhado de açúcar, deixando repousar no frigorífico até ao dia seguinte.

Desenforme o pudim e prepare, então, a cobertura.

Leve ao lume o açúcar com o vinho até fazer uma calda. Depois de arrefecer, junte as gemas e deixe ao lume mais uns minutos, mexendo sempre, até ficar cremoso.

Cubra o pudim com este molho e sirva.

Pés de Abóbora (Ribatejo)

Os pés de abóbora são fritos tradicionais da antiga região do Ribatejo, mais marcadamente no distrito de Santarém, sendo ideais para saborear nas épocas festivas em que abundam os doces fritos, como no Natal.

Com uma apresentação que faz lembrar os churros, o seu nome deve-se ao facto de, visualmente, se assemelharem aos pés de abóbora, com o seu torcido característico.

Ingredientes:

  • 1 chávena de farinha
  • 1 ou 2 ovos
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 2 cascas de limão
  • água e sal q.b.
  • azeite ou óleo p/ fritar
  • açúcar e canela p/ polvilhar

Confeção:

Leve uma chávena de água ao lume com a manteiga, sal e as cascas de limão.

Depois de ferver um pouco, junte a farinha e mexa. Deixe a farinha absorver a água sem deixar cozer a massa.

Retire do lume e, mexendo sempre, junte o vinho do Porto e os ovos, um de cada vez, mexendo bem até estar tudo ligado.

Ponha a massa numa seringa de bico (ou disco canelado) e deite no azeite bem quente, em pedaços com cerca de 15 cm, os quais cortam com uma faca.

Polvilhe os pés de abóbora com açúcar e canela enquanto quentes.

Crumble de Maçãs e Peras

O crumble é uma das receitas mais fáceis de fazer e o resultado é sempre uma sobremesa deliciosa.

Além de ser uma boa receita para fazer um aproveitamento de frutos que haja em casa, uma vez que permite variações, o seu recheio suave e cremoso envolto numa cobertura crocante é algo de extraordinário…

Ingredientes:

(para 4 pessoas)
  • 1 colher (sopa) de canela
  • 1 colher (sobremesa) de amido de milho
  • 1 ou 2 peras
  • 100 g de margarina
  • 2 a 3 colheres (sopa) de vinho do Porto
  • 200 g de farinha de trigo
  • 3 maçãs
  • 80 g açúcar
  • nozes q.b.
  • sultanas q.b.

Confeção:

Ligue o forno a 200º C.

Corte as maçãs e as peras em pedaços. Proceda do mesmo modo com as nozes, partindo-as em pequenos pedaços.

Disponha os pedaços de maçã e pera numa tarteira ou recipiente refratário e, por cima, coloque as sultanas e as nozes.

Polvilhe o preparado com o amido de milho e regue com o vinho do Porto, misturando tudo bem. Reserve.

Para a cobertura, coloque num recipiente a farinha de trigo, o açúcar, a canela e a margarina cortada em pedaços pequenos, misturando bem os ingredientes com a ponta dos dedos (deverá ficar com um aspeto areado).

Espalhe sobre o preparado das maçãs e peras que tinha reservado, calcando ligeiramente.

Leve ao forno a cozer até a cobertura estar dourada.

Sirva o crumble com uma bola de gelado da sua preferência e, se gostar, regue com caramelo.