Tag Archives: ovos-moles

Cheesecake de Natas com Ovos-moles

Os ovos-moles estão presentes em muitas receitas de doces e sobremesas, estando particularmente associados à doçaria tradicional portuguesa. Exemplo disso são os Ovos-moles de Aveiro, que fazem as delícias aquém e além fronteiras do país.

Este cheesecake, com uma base de bolachas, recheio de natas, gelatina e leite condensado, é coberto com ovos-moles e decorado com chocolate ou caramelo líquido. Uma forma deliciosa de terminar a refeição!

Ingredientes:

Para a base
  • 150 g de bolachas Maria raladas
  • 50 g de manteiga derretida
Para o recheio
  • 1 lata de leite condensado
  • 6 folhas de gelatina incolor
  • 600 ml de natas para bater

Para a cobertura

Confeção:

Rale as bolachas, junte-as à manteiga derretida e forre com elas o fundo de uma forma com aro amovível, calcando bem.

Leve ao frigorífico | geladeira enquanto prepara o recheio.

Demolhe a gelatina em água fria.

Bata as natas e adicione aos poucos, sem parar de bater, o leite condensado.

Escorra e derreta a gelatina, envolvendo-a no preparado anterior. Misture bem até obter um creme homogéneo.

Deite o preparado delicadamente na forma e leve ao frigorífico para solidificar.

No momento de servir, retire o cheesecake do frigorífico, cubra com os ovos-moles e faça riscos com o caramelo ou chocolate líquido. Desenforme, retirando o aro da forma e sirva.

Caçoilinhos do Vouga

Estes bolos, típicos da região do Vouga, no norte de Portugal, são de comer e chorar por mais. Feitos em forminhas de massa folhada, a fazer lembrar os tradicionais caçoilos, levam um recheio à base de amêndoa, feijão e ovos-moles. Que delícia!

Ingredientes:

  • 100 g de amêndoa moída
  • 100 g de feijão branco cozido
  • 100 g de ovos-moles
  • 300 g de massa folhada
  • açúcar em pó p/ polvilhar

Confeção:

Ligue o forno a 170º C.

Triture o feijão, misturando-o de seguida com a amêndoa e os ovos-moles.

Estenda a massa folhada e forre com ela forminhas untadas com manteiga.

Recheie as formas com o creme e leve ao forno cerca de 50 minutos.

Quando retirar do forno, desenforme os caçoilinhos e polvilhe-os com açúcar em pó.

Canudos Fritos com Ovos-moles e Amêndoa

Estes canudos são a base do Órgão, um afamado doce regional da Covilhã. Os canudos são fritos e recheados com ovos-moles e miolo de amêndoa, sendo as extremidades tapadas com fios de ovos.

Ingredientes:

Para a massa
  • ¾ chávena de açúcar
  • 1 colher (sopa) de conhaque
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 3 ovos grandes
  • 500 g de farinha
Para o recheio
  • 1 chávena de água
  • 200 g de miolo de amêndoa
  • 26 gemas
  • 600 g de açúcar
  • fios de ovos
Material de suporte
  • canudos de diversos tamanhos – tradicionalmente de cana, mas podem ser feitos de folha de Flandres (ver nota)

Confeção:

Amasse os ingredientes para a massa e reserve durante 30 minutos.

Para o recheio, leve o açúcar ao lume com a água e deixe ferver até obter uma calda em ponto de cabelo (pondo uma gota de calda entre o polegar e indicador, ao afastarem-se os dedos, forma-se um fio resistente).

Junte o miolo de amêndoa moído, apure e deixe arrefecer.

Estenda a massa, corte-a em tiras e envolva-a nos canudos untados.

Mergulhe em óleo quente e frite até a massa alourar. Deixe arrefecer um pouco e desenforme.

Recheie com o doce já frio e tape com fios de ovos.

NOTA:

A folha de flandres, também conhecida somente por flandres, é uma espécie de chapa de ferro coberta por uma camada de estanho, sendo muito utilizada em utensílios de cozinha.

SUGESTÂO:

Dado que a receita destes canudos fritos leva muitas gemas, para fazer o aproveitamento das claras, poderá preparar mais do que um doce. Sugerimos o Pudim Molotov, o Pudim de Claras com Nozes e os Mimos de Amêndoa.

Morgado de Silves (Algarve)

Este bolo, típico da região de Silves, é feito à base de amêndoa e doce de chila, sendo recheado com ovos-moles e coberto com glacê real. No final, é decorado com fios de ovos e massapão moldado em pequenas formas que representam elementos da natureza algarvia.

O morgado de Silves é um dos doces regionais algarvios mais populares e apreciados aquém e além fronteiras de Portugal. Um bolo requintado, capaz de nos deixar de água na boca…

Ingredientes:

Para o bolo
  • 200 g de água
  • 260 g de doce de chila
  • 3 gemas
  • 400 g de açúcar
  • 400 g de miolo de amêndoa
Para os ovos-moles
  • 150 ml de água
  • 12 gemas
  • 300 g de açúcar
Para o glacê real
  • 2 claras
  • 200 g de açúcar em pó
  • sumo de limão q.b.
Para a decoração

Confeção:

Pele o miolo da amêndoa, deixe secar e passe bem até estar como farinha.

Leve o açúcar ao lume, cubra com água e, quando estiver em ponto de pérola (corre da colher um fio espesso, ficando uma gota suspensa na extremidade), misture a amêndoa.

Junte as gemas, pouco a pouco, mexendo sempre até formar estrada (ao passar a colher, vê-se o fundo do tacho).

Retire o preparado do lume e deixe arrefecer um pouco.

Quando a massa estiver morna, ponha-a sobre uma superfície plana e amasse-a até ter a elasticidade necessária para moldar o morgado.

Para os ovos-moles, leve o açúcar e a água a ferver, em lume brando e sem mexer, até obter ponto de fio grosso (pondo uma gota da calda ligeiramente arrefecida entre os dedos, forma-se um fio quando estes se unem e afastam).

Junte as gemas e deixe-as cozer, mexendo sempre de trás para a frente e não em movimentos circulares, para que os ovos fiquem realmente moles. Reserve.

Já com a massa de amêndoa fria, coloque 2/3 desta sobre uma folha de papel vegetal enfarinhada e molde-a com a forma de uma caixa redonda, ficando o fundo mais espesso.

Cubra com os ovos-moles, o doce de chila e os fios de ovos em camadas alternadas. Tape com a restante massa, alise bem e polvilhe a parte superior e as paredes laterais com farinha.

Unte, com banha ou manteiga, um aro de folha da altura do morgado, polvilhe-o com farinha e ajuste-o ao bolo.

Coloque num tabuleiro e leve ao forno a cozer, cerca de ½ hora, até alourar.

Entretanto, prepare o glacê real, começando por bater as claras em castelo.

Adicione o sumo de limão, bata mais um pouco e junte, pouco a pouco, o açúcar até obter o ponto desejado. Reserve.

Depois de cozido, deixe o morgado arrefecer um pouco, tire o aro, pincele bem o bolo para lhe retirar a farinha e cubra-o com glacé quando estiver completamente frio.

Decore com flores e folhas de massapão e distribua os fios de ovos em volta do bolo.

Sugestão:

Como a preparação deste bolo requer que sejam usadas muitas gemas, poderá aproveitar as claras que sobraram preparando duas deliciosas receitas: Dedos de DamaMerengues de Chocolate e Avelã.

Morgados (Algarve)

A doçaria regional algarvia é rica em doces maravilhosamente saborosos e com um aspeto tentador. A amêndoa é o ingrediente de eleição, ou não ocupassem as amendoeiras um lugar de destaque por aquelas paragens.

Os morgados são desses doces, capazes de nos arrebatar pela envolvência de sabores e o saber da tradição gastronómica algarvia. Feitos com amêndoa, fios de ovos, doce de chila e ovos-moles, são cobertos por uma deliciosa camada de glacê real. Já provou esta delícia?

Ingredientes:

Para os morgados
  • 2 gemas
  • 250 g de açúcar
  • 250 g de amêndoa pelada e moída
  • água q.b.
  • fios de ovos q.b.
  • doce de chila q.b.
  • ovos-moles q.b.
  • confeitos p/ decorar (opcional)
Para o glacê real
  • 2 claras
  • 200 g de açúcar em pó
  • sumo de limão q.b.

Confeção:

Ponha o açúcar ao lume com um pouco de água. Quando estiver a ferver, deite a amêndoa e deixe ferver um pouco mais.

Retire do lume, adicione as gemas e mexa muito bem, trabalhando um pouco a massa.

Faça bolas pequenas e um buraco no meio de cada uma, no qual deita a chila, os ovos-moles e os fios de ovos. Tape com um pouco de massa.

Ponha os bolinhos num tabuleiro com manteiga e farinha e leve a cozer, em forno médio, até ficarem um pouco louros.

Entretanto, prepare o glacê real.

Bata as claras em castelo e adicione o suco de limão, batendo mais um pouco.

Junte o açúcar aos poucos, até obter o ponto desejado. Reserve.

Quando cozidos, tire os morgados do forno e do tabuleiro e deixe-os arrefecer.

Depois de frios, cubra-os com glacê real e deixe secar.

Coloque os morgados em formas de papel frisado e decore cada um deles com um confeito a gosto; também poderá servi-los simples.