Tag Archives: maisena

Biscoitos de Maisena

Os biscoitos de maisena são muito populares no Brasil, onde são conhecidos como biscoitos ou bolachas de maizena. Usados para consumo direto, são muitas vezes empregues como base na preparação de outras receitas, nomeadamente os pavês.

Como o próprio nome indica, são bolos feitos à base de farinha maisena, geralmente de formato retangular e com as extremidades arredondadas; no entanto, também podem ter uma forma idêntica às Areias, tão populares em Portugal.

Por cá, estes biscoitos não têm a popularidade que têm no Brasil, equivalendo, em termos de utilização e textura, à bolacha Maria.

Ingredientes:

(para 24 biscoitos)
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 colher (sopa) de extrato de baunilha
  • 1 ovo
  • 100 g de maisena
  • 100 g de manteiga (à temperatura ambiente)
  • 125 g de açúcar
  • 150 g de farinha de trigo
  • 3 a 4 colheres (sopa) de leite

Confeção do modo tradicional:

Ligue o forno a 200º C.

Coloque todos os ingredientes num recipiente grande. Comece por os envolver com uma colher, formando uma espécie de farofa, misturando-os depois com as mãos.

Amasse bem e, se achar necessário ligar melhor os ingredientes, acrescente mais um pouco de leite. Depois de bem amassada, a massa ficará compacta, mas macia.

Com as mãos enfarinhadas, faça bolinhas e coloque-as, um pouco espaçadas, num tabuleiro.

Pressione cada uma das bolinhas com os dentes de um garfo.

Leve a cozer, cerca de 20 minutos (ou até dourarem), baixando a temperatura do forno para os 180º C.

Retire os biscoitos depois de cozidos, desenforme e deixe arrefecer.

Preparação na Bimby:

Ligue o forno a 200º C.

Coloque no copo a manteiga, o açúcar e o extrato de baunilha, envolvendo durante 15 seg/ vel 4.

Junte o ovo e bata um pouco mais.

Acrescente as farinhas, o fermento e o leite. Misture 15 seg/ vel 3.

Com as mãos enfarinhadas, faça bolinhas e coloque-as, um pouco espaçadas, num tabuleiro.

Pressione cada uma delas com os dentes de um garfo.

Leve a cozer, cerca de 20 minutos (ou até começarem a ter uma tonalidade dourada), baixando a temperatura do forno para os 180º C.

Retire os biscoitos depois de cozidos, desenforme e deixe arrefecer.

Bolo em Camadas com Alperce e Amêndoa

Este bolo sumptuoso é daqueles capazes de compor uma mesa de festa, sendo uma forma deliciosa de terminar a refeição. As camadas de massa são recheadas com creme de baunilha, alperces e amêndoas, também presentes na cobertura.

Ingredientes:

Para a massa
  • 200 g de açúcar
  • 200 g de farinha de trigo
  • 4 ovos
  • raspa de ½ limão
Para o creme
  • 1 vagem de baunilha
  • 100 g de açúcar
  • 3 ovos
  • 40 g de farinha maisena
  • 500 ml de leite
Para o recheio e decoração
  • 100 g de alperces
  • 80 g de amêndoas

Confeção:

Comece por preparar o creme, levando o leite a ferver com 50 g de açúcar e a vagem de baunilha.

Entretanto, bata a farinha maisena com o restante açúcar e os ovos.

Quando o leite ferver, retire a vagem de baunilha e adicione-o à mistura anterior.

Leve novamen­te ao lume, mexendo sempre até começar a bor­bulhar. Retire e reserve.

Para a massa do bolo, bata os ovos com o açúcar, até obter um creme volumoso.

Junte a farinha peneirada e a raspa de limão, envolvendo suavemente.

Deite o preparado numa forma redonda, untada e enfari­nhada, e leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, cerca de 25 minutos.

Desenforme e deixe arrefecer.

Pique gros­seiramente a amêndoa e corte os alperces em pe­daços. Reserve.

Corte o bolo em três camadas, recheie cada uma delas com o creme e polvilhe com pedaços de alperce e amêndoa.

Sobreponha as camadas do bolo e cubra toda a superfície com o creme restante.

Decore a gosto e sirva o bolo fresco.

Foto retirada da Internet.

Bolo Ministro

Um bolo de chocolate húmido e delicioso, com um recheio e cobertura capazes de nos deixar de água na boca. Se for comido no dia a seguir à confeção, ainda é melhor, pois a massa absorve bem a calda e o bolo fica ainda mais húmido e saboroso. Como diz o ditado popular este é um bolo “de comer e chorar por mais”!

Ingredientes:

Para a massa
  • 150 ml de óleo
  • 200 ml de leite
  • 300 g de açúcar
  • 300 g de farinha c/ fermento
  • 60 g de canela
  • 8 ovos
  • 80 g de chocolate em pó
Para a calda
  • 150 g de açúcar
  • 2 paus de canela
  • 300 ml de água
Para o recheio e cobertura
  • 1 casca de limão
  • 1 l de leite
  • 1 pau de canela
  • 200 g de açúcar
  • 6 gemas
  • 80 g de farinha Maizena
  • canela em pó q.b. p/ polvilhar

Confeção:

Ligue o forno a 180º C.

Bata bem o açúcar da massa com os ovos, de forma a obter um preparado homogéneo e esbranquiçado.

Junte os restantes ingredientes e envolva-os bem.

Leve ao forno numa forma redonda, untada, cerca de 45 minutos.

Deixe o bolo arrefecer bem, apare-o em toda a volta e corte ao meio, separando as metades com o interior para cima.

Para a calda, leve os ingredientes ao lume e deixe ferver cerca de 3 minutos, até atingir o ponto de espadana (ao mergulhar uma colher e levantá-la, a calda escorre em fitas largas, com o aspeto de lâmina).

Estando o bolo bem frio, pique as 2 metades com um garfo e regue-as com a calda em partes iguais.

Para o recheio e cobertura do bolo, envolva bem todos os ingredientes, à exceção da casca de limão e o pau de canela.

Junte o limão e a canela ao preparado e leve ao lume, a uma temperatura moderada, até fazer estrada (ao passar uma colher, vê-se o fundo do tacho).

Retire a casca de limão e o pau de canela, deite o creme numa travessa larga a arrefecer completamente.

Recheie a base do bolo e cubra com a outra metade.

Estando o bolo montado, cubra toda a superfície com o restante creme e polvilhe generosamente com canela em pó.

 

Acerca deste bolo…

O nome da receita deriva da ocasião para que foi criado, aquando da visita de um ministro a Mira de Aire, no concelho de Porto de Mós. Sendo um grande acontecimento, a população juntou-se toda e todos contribuíam para o almoço oferecido a tal personalidade. À sobremesa, o Ministro comeu um bolo de chocolate com uma cobertura de leite que muito aclamou. No entanto, como acontece em grandes receitas culinárias, o bolo surgiu de um engano, pois a senhora que o fez enganou-se na receita para  a cobertura quando o estava a fazer.
Não tendo tempo para fazer outro bolo e, porque já se tinha comprometido que levava para a receção ao Ministro um bolo de chocolate, retirou toda a cobertura e improvisou uma nova com o que tinha em casa. Assim, tendo sido criado um novo bolo de chocolate, ao qual não tinha sido atribuído qualquer nome, e que agradou tanto ao Ministro, a receita passou a ser intitulada de Bolo Ministro.

Foto: http://criacoeszulmira.blogspot.pt

Torta de Limão com Canela

O limão e a canela são ingredientes que combinam muito bem, havendo inúmeras receitas que os têm como base de preparação. Esta torta (rocambole, no Brasil) é uma delas, sendo a massa feita com raspa de limão e o recheio, cremoso e aromático, preparado com gemas e canela.

Não deixe de experimentar esta receita, simples e prática, feita com ingredientes comummente usados em doçaria. Sirva-a ao lanche, à sobremesa ou numa ocasião festiva e verá que vai ser um sucesso…

Ingredientes:

Para a massa e cobertura
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 250 g de açúcar + q.b. p/ envolver
  • 250 g de farinha de trigo
  • 8 ovos
  • raspa de ½ limão
Para o recheio
  • 1 colher (chá) de farinha maisena
  • 1 pau de canela
  • 150 ml de água + 1 colher (sopa)
  • 250 g de açúcar
  • 6 gemas

Confeção:

Ligue o forno a 180° C.

Unte um tabuleiro, forre-o com papel vegetal, também ele untado.

Para o recheio, leve a ferver, durante 3 minutos e em lume brando, 150 ml de água, o açúcar e o pau de canela.

Misture a maisena com a colher de água e junte às gemas, previamente batidas.

Incorpore esta mistura na calda de açúcar e leve de novo ao lume a ferver, sem parar de mexer. Retire e deixe arre­fecer.

Entretanto, prepare a massa. Bata o açúcar com os ovos, até obter um creme fofo e esbranquiçado.

À parte, peneire a farinha com o fermento e envolva neles a raspa de limão.

Envolva a farinha aromatizada com limão na gemada e espalhe no tabuleiro.

Alise com uma espátula e leve ao forno, durante 10 minutos.

Retire a massa e desenforme, virando-a sobre um pano polvi­lhado com açúcar.

Barre a superfície com o creme do recheio e enrole em forma de torta.

SUGESTÃO:

Aproveite as claras para fazer os maravilhosos Ésses de Peniche (receita AQUI).

Bolo de Pêssegos e Kirsch

Um bolo delicioso e apelativo para servir como sobremesa requintada e saborosa. A massa, regada com kirsch, é aromatizada com baunilha, sendo o bolo finalizado com um merengue, enriquecido com amêndoas trituradas.

Ingredientes:

  • 1 cálice de kirsch
  • 100 g de farinha de trigo
  • 280 g de açúcar
  • ¾ de chávena de miolo de amêndoa
  • 4 colheres (sopa) de água morna
  • 50 g de maisena
  • 8 ovos (claras e gemas separadas)
  • essência de baunilha
  • pêssegos em calda (escorridos)

Confeção:

Bata as gemas com 80 gramas de açúcar e a água morna.

Aromatize com baunilha e reserve.

À parte, bata 4 claras em castelo e, aos poucos, adicione 80 gramas de açúcar. Incorpore delicadamente na gemada.

Misture as farinhas e envolva-as com o preparado anterior.

Deite a massa numa forma lisa, untada com manteiga.

Leve ao forno, pré-aquecido a 170º C, cerca de 35 minutos.

Depois de cozido, pique o bolo com um garfo e regue-o com kirsch.

Bata as restantes claras em castelo e junte, aos poucos, o açúcar remanescente e as amêndoas trituradas.

Coloque as metades de pêssego sobre o bolo desenformado.

Com um saco de pasteleiro, preencha os intervalos com o merengue.

Leve de novo ao forno durante 1 hora, a 140° C.

Coloque o bolo num prato e regue com kirsch previamente aquecido. Incendeie e sirva.