Tag Archives: limão

Broas da Madeira

Uma deliciosa iguaria, tipicamente madeirense, com aguardente, vinho da Madeira e canela. As broas, em forma redonda, crescem devido ao efeito do bicarbonato, e ficam com um aspeto muito apelativo.

Ingredientes:

  • ½ kg de farinha
  • 1 colher (chá) de bicarbonato
  • 1 colher (chá) de canela
  • 2 colheres (sopa) de aguardente
  • 2 colheres (sopa) de vinho da Madeira
  • 375 g de açúcar
  • 375 g de manteiga
  • 4 ovos médios
  • raspa de 1 limão

Confeção:

Amasse todos os ingredientes.

Com o preparado obtido, estenda pequenas bolas e coloque-as num tabuleiro untado, bem espaçadas.

Leve a cozer em forno bem quente cerca de 20 minutos.

Foto: http://gastronomiadamadeira.blogspot.pt

Pudim de Pão do Chefe Ermida

O pudim de pão é uma sobremesa deliciosa, sendo um doce comum no Natal, sobretudo na ceia da consoada. Este pudim tem algumas variantes em termos dos ingredientes utilizados e do modo de confeção, mas mantém sempre a sua textura cremosa.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de raspa de limão
  • 2 colheres (sopa) de vinho do Porto
  • 250 ml de água
  • 300 g de açúcar
  • 300 g de pão de forma
  • 8 gemas

Confeção:

Ligue o forno a 180º C.

Misture o açúcar e a água e leve ao lume durante 10 minutos. Quando retirar, deixe arrefecer um pouco e junte o pão partido em pequenos pedaços. Acrescente o vinho do Porto e deixe repousar até ficar bem desfeito (10 minutos aproximadamente).

Deite as gemas numa tigela, junte-lhes o preparado anterior, em fio, e mexa bem.

Deite numa forma de pudim previamente untada e leve ao forno, a cozer em banho-maria, durante 10 minutos. Retire quando estiver cozido e deixe arrefecer, ainda em banho-maria.

Desenforme o pudim quando estiver frio e sirva decorado a gosto.

NB: A receita aqui apresentada foi retirada da Dica da Semana, uma publicação das lojas Lidl, e é da autoria do chefe Ermida.

Bolo de Azeite e Nozes com Doce de Ovos

Este bolo, com ingredientes típicos da cozinha portuguesa, como o azeite, as nozes, os ovos e o vinho do Porto, fica muito doce e saboroso.

Trata-se de uma receita é versátil, podendo o bolo ser servido à sobremesa ou ao lanche. No entanto, como tem uma massa farta, basta uma fatia para que fiquemos bem. Os mais gulosos é que terão dificuldade em resistir…

Ingredientes:

Para o bolo
  • 1 colher (café) fermento em pó
  • 100 ml de vinho do Porto
  • 150 g de nozes moídas
  • 150 ml de azeite
  • 300 g de açúcar
  • 300 g de farinha
  • 7 ovos
  • raspa e suco de ½ limão
  • metades de noz p/ decorar
Para o doce de ovos
  • 250 g de açúcar
  • 250 ml de água
  • 8 gemas

Confeção:

Ligue o forno a 180º C.

Separe as gemas das claras e bata as últimas em castelo. Reserve.

Junte o açúcar às gemas, adicione o azeite e bata bem.

Acrescente o limão (raspa e suco), a canela e o vinho do Porto, envolvendo bem.

Adicione a farinha, o fermento e as nozes e bata novamente.

Envolva delicadamente as claras no preparado e deite numa forma, untada e polvilhada com farinha.

Leve ao forno cerca de 40 minutos.

Entretanto, prepare o doce de ovos.

Leve ao lume água com o açúcar e deixe ferver até atingir o ponto de pérola (mergulhando uma colher na calda, corre um fio, formando uma bola na extremidade, como se fosse uma pérola).

Retire do calor e deixe amornar.

Bata as gemas e misture-as na calda, sem parar de mexer.

Coloque em lume brando, mexendo sem parar até engrossar um pouco.

Depois de cozido, desenforme e deixe arrefecer o bolo. Regue-o com o doce de ovos e decore com metades de nozes.

Mexidos do Natal

O Natal é a época do anos em que mais abundam as receitas tradicionais. Os mexidos não podem faltar na ceia natalícia do Minho, sendo  “o mais solene banquete da família minhota”, como escreveu Ramalho Ortigão.

Feitos com frutos secos, vinho do Porto, miolo de pão e uma quantidade considerável de gemas, os mexidos são doces natalícios que marcam pelo seu maravilhoso sabor, riqueza de ingredientes e diversidade de texturas. Um doce tradicional português que merece ser divulgado!

Ingredientes:

  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 pau de canela
  • 1,5 l de água
  • 10 gemas
  • 250 ml de mel
  • 250 g de açúcar
  • 250 g de miolo de pão (de preferência, tipo cacete)
  • 50 g de nozes picadas
  • 50 g de passas
  • 50 g de pinhões
  • casca de ½ limão
  • canela p/ polvilhar

Confeção:

Leve a água ao lume com o açúcar, a casca de limão, o pau de canela e o mel até atingir o ponto de espadana (a calda corre com o aspeto de lâmina).

Retire do lume, corte o pão em fatias muito finas e junte ao preparado anterior, mexendo bem para o desfazer sem formar grumos.

Acrescente os frutos secos, o vinho do Porto e as gemas mexidas.

Leve novamente ao lume, mexendo sempre, sem deixar talhar as gemas. Retire do calor e acrescente a manteiga.

Deite os mexidos num prato fundo e polvilhe com canela.

Fios de Ovos de Aletria

Existem diversas variantes da receita da aletria, um doce particularmente apreciado no inverno, especialmente, na época natalícia, sendo que as diferenças podem ter a ver com a consistência ou ingredientes utilizados.

Há uma similitude na apresentação dos fios de ovos e da aletria, embora esta última nem sempre leve gemas na sua confeção (um dos ingredientes que está na base da confeção dos fios de ovos). Nesta receita, essa semelhança é explorada ao máximo, sendo a aletria, depois de pronta, levantada para ficar com a leveza própria dos fios de ovos.

Ingredientes:

  • 1 pau de canela
  • 250 g de aletria muito fina
  • 400 g de açúcar
  • 50 g de manteiga
  • 750 ml de água + q.b. p/a fervura
  • 9 gemas grandes
  • canela em pó q.b.
  • casca de 1 limão

Confeção:

Leve bastante água ao lume a ferver com a manteiga e acrescente a aletria, que deve só levantar fervura.

Escorra e passe por água fria até a aletria estar completamente fria.

Num tacho, coloque 750 ml de água, juntando-lhe depois o açúcar, a casca do limão e o pau de canela. Deixe ferver até o açúcar ficar em calda.

Introduza a aletria na calda e deixe acabar de cozer.

Retire do lume e misture cuidadosamente as gemas batidas, levando novamente ao lume, mas sem deixar ferver para não talhar os ovos.

Coloque numa travessa e, com o auxilio de um garfo, levante o aletria para a ir soltando e ficar com o aspeto de fios de ovos.

Depois de frio, polvilhe o doce com canela.