Tag Archives: fritos

Sonhos de Chocolate

Quem gosta de chocolate não irá resistir a estes sonhos, em que se destaca o sabor intenso deste ingrediente. Apesar de serem muito saborosos, a receita é simples de confecionar e não requer muitos ingredientes.

Uma delícia, com chocolate e leite condensado, que irá surpreender os seus convidados neste Natal.

Ingredientes:

(cerca de 20 sonhos)
  • 125 ml de água
  • 125 ml de leite condensado
  • 150 g de farinha de trigo
  • 2 ovos
  • 25 g de chocolate em pó
  • 60 g de manteiga
  • açúcar e chocolate em pó p/ polvilhar

Confeção:

Leve ao lume o leite condensado, a água e a manteiga, mexendo regularmente até ferver.

Quando levantar fervura, junte de uma só vez a farinha e mexa bem.

Assim que a massa começar a descolar do fundo, apague o lume e deite o preparado numa tigela. Deixe arrefecer um pouco.

Com a massa morna, junte o chocolate em pó e 1 ovo. Bata um pouco e adicione o outro ovo.

Frite colheradas de massa em óleo quente.

Depois de fritos, ponha os sonhos a escorrer num prato com papel absorvente.

Á parte, misture um pouco de açúcar com o chocolate em pó. Polvilhe os sonhos com esta mistura e sirva.

Filhós de Forma com Calda

Este é um doce tradicional da cozinha portuguesa, normalmente confecionado na quadra de Natal e ano novo. A massa é em tudo idêntica à das restantes filhós, mas estas ficam com uma consistência que permite criar uma camada para aderirem à forma onde vão fritar.

Embora possam ser servidas do modo tradicional, polvilhadas com açúcar e canela, nesta receita são regadas com uma calda de açúcar com Vinho do Porto, laranja e canela, que deixa as filhós firmes durante alguns dias.

Ingredientes:

Para as filhós
  • ½ litro de azeite fino
  • 100 g de manteiga
  • 20 ovos
  • 70 g de açúcar
  • farinha q.b.
  • suco de 1 laranja
Para a calda
  • 100 ml de Vinho do Porto (opcional)
  • 200 ml de água
  • 3 paus de canela
  • 400 g de açúcar
  • casca de 1 laranja

Confeção:

Num alguidar de barro vidrado, amasse o açúcar, a manteiga derretida, os ovos e o suco da laranja.

Depois de tudo bem ligado, junte a farinha, aos poucos, até ficar um creme não muito espesso.

Tape a massa e deixe repousar durante ½ hora.

Leve o azeite ao lume e, quando ferver, mergulhe nele uma forma especial para filhós (para aquecer).

Quando a forma estiver quente, afunde-a na massa, meio centímetro abaixo da parte superior, mergulhando-a em seguida no azeite a ferver. Sacuda para a filhó cair no azeite, onde fica até estar bem loura de todos os lados.

Tiradas as filhós da fritura, ponha-as a escorrer.

Para a calda, leve ao lume o açúcar com a água, o Vinho do Porto, a casca de laranja, cortada bem fina, e os paus de canela.

Quando começar a ferver, deixe no lume mais 5 minutos e retire.

Passe as filhós pela calda e sirva.

Bolinhos Fritos de Figos Secos

Os bolinhos fritos têm uma textura que faz lembrar os sonhos, fofos por dentro e com uma ligeira camada crocante da fritura. São sobejamente conhecidos os bolinhos fritos de abóbora, muito comuns na altura do Natal, mas esta receita com figos é também muito propícia para celebrar o dia de Todos os Santos. Feitos somente com açúcar, farinha, ovo, leite e figos, no final são polvilhados com os tradicionais açúcar e canela.

Ingredientes:

  • 1 chávena (chá) de farinha
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 ovo
  • 150 ml de leite
  • 200 g de figos secos
  • açúcar e canela p/ polvilhar

Confeção:

Passe os figos por água para retirar as impurezas e hidratá-los um pouco.

Seque-os muito bem, corte-os ao meio no sentido do comprimento, retirando-lhes ambas as pontas com uma faca.

Pique os figos grosseiramente e reserve.

Misture a farinha com o fermento e adicione o leite aos poucos, mexendo sempre, até obter uma massa homogénea.

Bata muito bem o ovo e incorpore-o no preparado anterior.

Coloque o óleo a aquecer.

Junte os figos à massa, envolvendo-os para que fiquem bem cobertos, sem misturar (os bolinhos ficarão com a pasta de figo ao centro, com massa a toda a volta).

Quando o óleo estiver quente (ao deitar um pouquinho de massa, o óleo começa imediatamente a borbulhar), retire porções da massa com uma colher, de modo a apanhar pasta de figo e massa para formar os bolinhos. Dê-lhes forma com o auxílio de outra colher  e deite no óleo para fritarem.

Deixe os bolinhos alourarem, virando e vez em quando conforme forem corando de um lado. Retire-os para um prato com papel absorvente.

Passe os bolinhos por uma mistura de açúcar com canela e disponha-os numa travessa ou prato de serviço.

Fonte: http://asreceitasdatiagui.blogspot.pt/2013/04/bolinhos-de-figos-secos.html

Sonhos (Vila do Conde)

Em Portugal (e no Brasil também), os sonhos são muito famosos e apreciados, estando particularmente associados a épocas como o Natal, altura em que abundam os fritos.

A receita que hoje trazemos é típica de Vila do Conde e teve a sua origem no Convento de Santa Clara, uma referência na doçaria conventual da região e mesmo do país. Sendo um doce conventual, caracteriza-se pelo uso abundante de ovos, não levando as tradicionais abóbora ou cenoura. No final, os sonhos são polvilhados com açúcar e canela ou regados com uma calda de açúcar.

Ingredientes:

Para a massa
  • ½ litro de água
  • ½ litro de leite
  • 1 pitada de sal
  • 18 ovos
  • 250 g de manteiga
  • 600 g de farinha de trigo
Para a cobertura
  • açúcar e canela ou
  • calda de açúcar em ponto de espadana
  • 2 gemas grandes

Confeção:

Leve ao lume a água com 1 pitada de sal, o leite e a manteiga.

Quando estiver a ferver, junte a farinha de trigo e mexa rapidamente.

Quando a massa ficar como uma bola, retire do lume, e com as mãos, amasse à medida que for juntando os ovos batidos.

Usando 2 colheres de sopa, retire porções de massa e frite os sonhos em azeite ou numa mistura de azeite.

Deixe fritar lentamente, batendo-lhes com as costas da colher, para que os sonhos se voltem e fritem de todos os lados.

Sirva os sonhos polvilhados com açúcar e canela ou com uma calda de açúcar em ponto de espadana, deitada numa tigela onde estejam já duas gemas grandes batidas.

GLOSSÁRIO:
  • Ponto espadana
    Obtido após cerca de 3 minutos de fervura. Deve colocar a água ao lume e só depois acrescentar o açúcar (60 ml de água para 250 g de açúcar), dissolvê-lo e não mexer mais a calda.
SUGESTÃO:

Caso opte por fazer a calda para a cobertura, poderá preparar Arrepiados de Amêndoa (receita AQUI), uma delícia da doçaria regional algarvia que lhe permitirá dar uso às claras que não foram usadas nos sonhos.

Bolinhos de Batata com Passas

Normalmente, a batata está associada à confeção de pratos salgados, mas com ela podem-se fazer excelentes receitas doces, como a destes bolinhos fritos, com passas e canela.

Ingredientes:

(para 24 bolinhos)
  • 1 pitada de canela
  • 1 pitada de sal
  • 1,250 kg de batatas (descascadas,  bem escorridas e raladas)
  • 120 g de farinha
  • 120 ml de creme de leite
  • 20 g de passas
  • 3 colheres (sopa) de açúcar em pó + q.b. p/ polvilhar
  • 4 ovos (gemas e claras separadas)

Confeção:

Misture as gemas, o creme de leite, o açúcar e a canela.

Acrescente as batatas e as passas, envolvendo bem os ingredientes.

Junte a farinha, misture e reserve.

Bata as claras em castelo com uma pitada de sal e envolva suavemente na mistura de batatas.

Aqueça um pouco de óleo à temperatura de 175° C.

Molde a massa com uma colher de sopa e deite-a no óleo quente, deixando fritar até que os bolinhos estejam dourados. Ponha-os a escorrer num prato com papel absorvente.

Polvilhe os bolinhos de batata com açúcar em pó.