Tag Archives: folar

Folares Lagartos (Alto Alentejo)

Na Páscoa, na região do Alto Alentejo, com especial destaque em Castelo de Vide, além dos bolos fintos e folares tradicionais, é tradição fazer estes folares em forma de lagarto. Depois de cozidos, para ficarem brilhantes, são pincelados com geleia ou calda de açúcar.

A inclusão do ovo neste e na generalidade dos folares e bolos de Páscoa, representa a fecundidade e a abundância – a renovação periódica da natureza.

Tradicionalmente, estes folares são oferecidos pelos padrinhos aos afilhados, ou entre compadres e comadres. Outrora eram muito comuns, mas tornam-se cada vez mais raros e, também por isso, é preciso preservar e divulgar a receita.

Ingredientes:

(cerca de 4 lagartos)
Para a massa
  • 1 colher (sopa) de erva-doce
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal fino
  • 1,250 kg de farinha
  • 125 g de banha
  • 125 g de manteiga
  • 125 ml de água morna
  • 125 ml de leite
  • 300 g de açúcar
  • 4 ovos
  • 50 g de fermento de padeiro
  • geleia (ou calda fraca) p/ pincelar
Para a decoração
  • 4 ovos cozidos
  • feijão frade seco q.b.

Confeção:

Deite 500 g de farinha numa tigela.

Junte o sal, a erva doce e o fermento diluído na água morna. Misture um pouco e amasse durante uns minutos – se necessário, junte mais um pouco de água morna.

Acrescente 2 ovos, o açúcar, o leite e continue a amassar, incorporando bem todos os ingredientes.

Derreta a margarina e a banha e junte-as à massa, envolvendo tudo muito bem.

Junte a restante farinha, o fermento em pó e amasse muito bem.

Depois de bem amassada, retire um pedaço de massa e faça com ela um rolo, sobre uma superfície polvilhada com farinha. estique a massa e dê-lhe uma forma cónica, retirando uma rodela para fazer a parte de cima da cabeça do lagarto.

Ponha a massa num tabuleiro untado e espalme a parte mais larga, que será a cabeça do lagarto. Coloque o ovo cozido por cima e cubra-o com uma rodela de massa que tinha retirado. Ate a zona do pescoço com uma fita de embrulho, sem apertar demasiado.

Para dar forma às restantes partes do corpo do lagarto, faça quatro cortes laterais na zona do tronco, que serão as pernas e, para formar as patas, alargue um pouco as extremidades com as mãos. Faça depois pequenos golpes com a tesoura, no dorso e cauda, imitando as escamas do lagarto.

Pincele  suavemente a massa com 2 ovos batidos. No lugar dos olhos, coloque os feijões.

Leve a cozer, em forno a 200º C, cerca de 20 minutos.

Depois de cozidos, pincele os folares com geleia.

Para finalizar, ate uma fita de seda, em volta do pescoço, por cima da que colocou anteriormente, e dê um laço.

Nota:

Dependendo do tamanho dos lagartos, a massa pode render mais ou menos que os 4 indicados.

Foto: http://iguariaspragulosos.blogspot.pt

Folar Doce com Limão

O folar, seja doce ou salgado, é uma das receitas mais tradicionais da Páscoa em Portugal. Nas regiões do Norte predominam as receitas salgadas, com carne; por sua vez, o folar doce é consumido e apreciado em todas as regiões o país, podendo levar, ou não, ovo no topo.

Esta receita foi-nos gentilmente enviada pela nossa seguidora Isabel Cardoso. Segundo o relato que nos deixou, já a tem há muitos anos, tendo-lhe sido dada por uma padeira. É semelhante à receita publicada aqui no blogue Folares de Páscoa com Limão. Poderá ajustar as quantidades indicadas, que dão para cerca de 12 folares.

Ingredientes:

  • 1 litro de leite morno
  • 1,5 kg de açúcar
  • 20 ovos + ovos cozidos para a cobertura
  • 250 g de margarina
  • 5 kg de farinha de trigo
  • 500 g de fermento de padeiro
  • água morna q.b.
  • raspas de 2 limões
  • sal q.b.

Confeção:

Desfaça o fermento num pouco de água morna; junte os ovos, as raspas de limão e misture muito bem.

Misture a farinha com açúcar e o sal, adicionando-os, aos poucos, ao preparado anterior.

Junte o leite e amasse muito bem, até a massa se soltar facilmente do recipiente e das mãos.

Cubra o recipiente com um pano e deixe a massa levedar entre 2 a 5 horas, em ambiente moderado.

Para tender os folares, divida a massa em bolas e achate-as, colocando sobre elas um ovos cozido, envolvendo-o com duas tiras de massa.

Leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, cerca de 40 minutos.

Assim que tirar os folares do forno, pincele-os com clara batida com açúcar.

Folar de Amêndoa e Mel

Surpreenda os seus familiares com um maravilhoso folar de Páscoa feito com ingredientes como a amêndoa e o mel. A conjugação de sabores é soberba e a textura deliciosa, além de se sentir o suave aroma da canela.

Um folar irresistível desde a primeira vez que se vê até à última dentada…

Ingredientes:

  • 125 g de açúcar
  • 125 g de manteiga
  • 3 ovos
  • 250 ml de leite
  • 35 g de fermento biológico
  • 750 g de farinha de trigo
  • 80 g de mel
  • canela q.b.
  • geleia de frutos p/ pincelar

Confeção:

Derreta a manteiga.

Dissolva o fermento de padeiro em 150 ml do leite morno e junte 250 gramas de farinha. Amasse bem e acrescente o açúcar, a manteiga derretida, o mel e 2 ovos.

Continue a amassar, juntando aos poucos o leite, a restante farinha e a canela a gosto.

Depois de tudo bem amassado, deixe repousar tapado com um pano, cerca de 2 horas, em local quente.

Unte uma forma redonda com manteiga. Quando a massa estiver lêveda, coloque-a na forma.

Bata o ovo e pincele o folar com ele. Polvilhe o bolo com amêndoas laminadas e deixe descansar mais 15 minutos.

Ligue o forno a 180º C.

Coloque a forma a meio do formo, já quente, e deixe cozer, durante 40 minutos.

Desenforme o folar morno e pincele com geleia de frutos a gosto.

Folares de Páscoa com Limão

O folar é um doce tradicional português muito procurado na época pascal. Nesta receita, fazem-se vários folares de tamanho reduzido, mas mantendo a forma do folar de Páscoa tradicional, sendo a massa enriquecida com o sabor intenso do limão.

Ingredientes:

  • 2 kg de farinha de trigo
  • 2 ovos + ovos cozidos para a cobertura
  • 40 g de fermento biológico
  • 500 g de açúcar
  • água morna q.b.
  • canela q.b.
  • raspa de 2 limões
  • sal q.b.

Confeção:

Desfaça o fermento num pouco de água morna; junte os ovos, a raspa de limão e misture muito bem.

Misture a farinha com açúcar, a canela e uma pitada de sal e vá adicionando, aos poucos, ao preparado anterior. Amasse muito bem, com água morna, até a massa se soltar facilmente do recipiente e das mãos.

Deixe levedar e tenda os folares. Coloque 1 ou 2 ovos cozidos, sobre cada folar, cruze sobre eles umas fitas de massa e leve os folares a cozer (de preferência em forno de lenha) cerca de 35 a 40 minutos.

Depois de cozidos, pincele os folares com óleo.

Dica:
Coza os ovos para guarnecer os folares com casca de cebola, para ficarem com cor forte e bonita.

Folar de Páscoa com Amêndoa

O folar é o tradicional pão da Páscoa em Portugal. Existem diversas receitas de folar de Páscoa, muitas delas variantes regionais, podendo mesmo ser doces ou salgados.

Nesta receita, o folar doce é enriquecido com amêndoa e açúcar em pó na cobertura, tornando este bolo, tradicionalmente festivo, ainda mais rico.

Ingredientes:

Para a massa
  • 110 g de manteiga
  • 12 g de fermento biológico
  • 120 g de açúcar
  • 2,5 colheres (sopa) de leite
  • 225 g de farinha de trigo
  • 4 ovos
  • raspa de limão
Para a cobertura
  • 1 gema p/ pincelar
  • 1 ovo cozido
  • miolo de amêndoa + açúcar em pó p/ polvilhar

Confeção:

Dissolva o fermento no leite morno e deixe levedar durante 10 minutos.

Entretanto, misture muito bem a farinha com o açúcar e a raspa de limão, junte a manteiga (levemente amolecida), 4 ovos e amasse muito bem.

Junte a mistura do fermento já lêveda e amasse. Deixe levedar durante mais 20 minutos. Coza o ovo restante e reserve.

Quando a massa estiver fermentada, divida-a em duas partes iguais e tenda-as em rolo.

Enrosque os rolos um no outro, formando um torcido, e una as extremidades.

Coloque o ovo cozido no centro do folar e deixe repousar durante ½ hora.

Pincele com a gema de ovo batida e polvilhe com o miolo de amêndoa.

Leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, e deixe cozer durante 35 minutos.

Deixe o folar arrefecer um pouco e polvilhe com açúcar em pó.