Tag Archives: doce de ovos

Bolo de Marmelada e Nozes com Doce de Ovos

A combinação das nozes com o doce de ovos é muito conhecida em receitas tradicionais da doçaria portuguesa, mas na massa deste bolo entra também a marmelada, tornando-o deveras saboroso. Como qualquer bolo coberto com doce de ovos, fica muito bonito e apelativo, dando-nos vontade de saborear uma fatia.

Ingredientes:

Para a massa do bolo
  • 100 g de marmelada
  • 100 g de nozes picadas
  • 200 g de farinha
  • 250 g de açúcar
  • 6 ovos (claras e gemas separadas)
  • sumo de 1 laranja
Para o doce de ovos
  • 150 g de açúcar
  • 150 ml de água
  • 6 gemas
Para a decoração (opcional)
  • miolo de noz q.b.

Confeção:

Bata as claras em castelo e reserve.

Num recipiente à parte, bata bem as gemas, o açúcar e a marmelada até obter um creme fofo.

Junte o sumo da laranja e envolva bem.

Acrescente a farinha, alternada com as claras em castelo, ligando-as bem, mas delicadamente na massa.

Por fim, acrescente as nozes picadas e envolva bem.

Deite o preparado numa forma untada e polvilhada com farinha e leve a cozer, em forno pré-aquecido a 180º C, cerca de 30 minutos (até atingir o ponto de bolo)

Para o doce de ovos, leve ao lume a água com o açúcar, deixando apurar até fazer calda.

Deixe arrefecer um pouco e, entretanto, bata as gemas.

Aos poucos, vá envolvendo a calda nas gemas, mexendo bem.

Leve o doce de ovos ao lume, mexendo sempre até engrossar.

Depois de cozido, desenforme o bolo, deixe-o arrefecer e regue com o doce de ovos. Se desejar, decore a gosto com nozes.

SUGESTÃO:

Aproveite as 6 claras que sobraram do doce de ovos, preparando o Bolo de Castanhas de Sernancelhe (veja a receita AQUI).

Huesos de Santo (Espanha)

Os Huesos de Santo (ossos de Santos) são doces típicos da festa de Todos os Santos, em Espanha. São feitos de massapão e tradicionalmente com recheio de doce de ovos (embora haja variantes com recheio de chocolate, creme de coco, entre outros).

Estes doces tradicionais começaram a ser feitos no início do século 17, em Madrid, para o dia de Todos os Santos. O seu nome deve-se ao facto de se assemelharem realmente a ossos, mas apesar da estranheza do nome são verdadeiramente deliciosos.

Ingredientes:

Para o massapão
  • 100 ml de água
  • 150 g de amêndoa ralada
  • 200 g de açúcar
  • açúcar em pó q.b.
Para o doce de ovos
  • 50 ml de água
  • 100 g de açúcar
  • 4 gemas

Confeção:

Comece por fazer o massapão, colocando em lume forte a água com o açúcar.

Junte a amêndoa e amasse bem até formar uma pasta. Deixe arrefecer e, entretanto, prepare o doce de ovos.

Ponha a água e o açúcar em lume forte.

Bata as gemas, uma a uma, e junte-as, em fio, à água açucarada, ligando bem. Aqueça em banho-maria, mexendo sempre até ficar um creme espesso (tome atenção para que não ferva e talhe). Deixe arrefecer.

Para montar os huesos, amasse o massapão e estenda-o com um rolo de cozinha sobre uma superfície polvilhada com açúcar em pó. Corte tiras de 4 centímetros e corte-as depois em quadrados. Enrole cada quadrado num pauzinho de 1 centímetro; forme pequenos cilindros e passe-os por açúcar em pó.

Retire o pauzinho e deixe secar. Por fim, recheie com o doce de ovos.

Ovos-moles Escuros (Estremoz)

A doçaria conventual portuguesa deixou-nos riquíssimas sobremesas, em que é usada uma quantidade generosa de ovos, açúcar e, em muitas receitas, também a amêndoa. Os ovos-moles são desses doces que fazem as nossas delícias e que trazem em si os sabores típicos de um bom doce conventual.

Esta receita de Estremoz caracteriza-se pela diferença de texturas dos ovos-moles – uma delas cremosa e suave, como estamos habituados, e uma outra que é escurecida, apresentando uma consistência seca. Mais uma deliciosa receita do Alentejo que vale a pena saborear…

Ingredientes:

  • 20 gemas
  • 40 ml de água
  • 80 g de açúcar

Confeção:

Leve o açúcar ao lume com a água até atingir o ponto de pérola (quando correr um fio de calda espesso, ficando uma gota suspensa no limite).

Retire a calda do calor, deixe arrefecer e junte as gemas batidas.

Leve de novo ao lume, mexendo sempre, até fazer estrada (ao passar a colher, vê-se o fundo da panela).

Deite metade do doce numa travessa ou em taças individuais. Reserve.

Leve os restantes ovos-moles de novo ao lume, mexendo sempre, para escurecerem e granularem. Retire os ovos-moles secos e coloque-os, nas taças, em volta dos que tinha reservado.

Foto adaptada de http://fotos.sapo.pt/sara

Bolo de Azeite e Nozes com Doce de Ovos

Este bolo, com ingredientes típicos da cozinha portuguesa, como o azeite, as nozes, os ovos e o vinho do Porto, fica muito doce e saboroso.

Trata-se de uma receita é versátil, podendo o bolo ser servido à sobremesa ou ao lanche. No entanto, como tem uma massa farta, basta uma fatia para que fiquemos bem. Os mais gulosos é que terão dificuldade em resistir…

Ingredientes:

Para o bolo
  • 1 colher (café) fermento em pó
  • 100 ml de vinho do Porto
  • 150 g de nozes moídas
  • 150 ml de azeite
  • 300 g de açúcar
  • 300 g de farinha
  • 7 ovos
  • raspa e suco de ½ limão
  • metades de noz p/ decorar
Para o doce de ovos
  • 250 g de açúcar
  • 250 ml de água
  • 8 gemas

Confeção:

Ligue o forno a 180º C.

Separe as gemas das claras e bata as últimas em castelo. Reserve.

Junte o açúcar às gemas, adicione o azeite e bata bem.

Acrescente o limão (raspa e suco), a canela e o vinho do Porto, envolvendo bem.

Adicione a farinha, o fermento e as nozes e bata novamente.

Envolva delicadamente as claras no preparado e deite numa forma, untada e polvilhada com farinha.

Leve ao forno cerca de 40 minutos.

Entretanto, prepare o doce de ovos.

Leve ao lume água com o açúcar e deixe ferver até atingir o ponto de pérola (mergulhando uma colher na calda, corre um fio, formando uma bola na extremidade, como se fosse uma pérola).

Retire do calor e deixe amornar.

Bata as gemas e misture-as na calda, sem parar de mexer.

Coloque em lume brando, mexendo sem parar até engrossar um pouco.

Depois de cozido, desenforme e deixe arrefecer o bolo. Regue-o com o doce de ovos e decore com metades de nozes.

Merengues do Algarve

Qualquer que seja a forma como é servido, o merengue é sempre um doce deliciosamente apetecível. Nesta receita regional do Algarve, os merengues são acasalados com doce de ovos e, no final, polvilhados com açúcar em pó. Uma tentação!…

Ingredientes:

Para os merengues
  • 100 ml de água
  • 6 claras
  • 325 g de açúcar
  • raspa de 1 limão
  • açúcar em pó p/ polvilhar
Para o doce de ovos
  • 4 colheres (sopa) de açúcar
  • 4 gemas

Confeção:

Leve 250 gramas de açúcar ao lume com a água e deixe ferver até atingir o ponto de pérola (ao vazar um pouco de calda, o fio que corre é resistente e com uma extremidade que se assemelha a uma pérola).

Entretanto, bata as claras em castelo com a raspa do limão. As claras e o ponto devem ficar prontos ao mesmo tempo.

Junte a calda de açúcar em fio sobre as claras e sem parar de bater. Acrescente os restantes 125 gramas de açúcar, batendo sempre até o preparado ficar bem duro.

Molde a massa com duas colheres (à semelhança do processo utilizado nos pastéis de bacalhau) e disponha-a sobre um tabuleiro molhado com água fria.

Leve os merengues a cozer em forno brando até secarem por fora, mas sem corar muito. Eles devem ficar cremosos por dentro mas duros por fora.

Enquanto os merengues estão no forno, prepare os ovos-moles, misturando muito bem as gemas com o açúcar.

Una os merengues dois a dois com um pouco do doce de ovos e polvilhe-os com açúcar em pó.