Tag Archives: doce de abobora

Rabanadas de Abóbora

Estas rabanadas são preparadas com puré de abóbora na massa, dando-lhe doçura sem necessitar de acrescentar açúcar. Ficam deliciosas e são uma boa forma de saborear estes fritos tradicionais de Natal de forma mais saudável e menos calórica. Se desejar uma receita ainda mais light, use pão integral em vez do de trigo.

Ingredientes:

(para 8 rabanadas)
  • 1 colher (chá) de canela
  • 1 pitada de noz-moscada
  • 2 colheres (chá) de manteiga
  • 4 colheres (sopa) de puré de abóbora
  • 4 ovos
  • 8 fatias de pão

Confeção:

Bata os ovos, o puré de abóbora, a canela e a noz-moscada. Em seguida, mergulhe as fatias de pão nesta mistura.

Derreta 1 colher (chá) de manteiga numa frigideira grande, com o lume numa intensidade média-alta.

Frite quatro fatias de pão, deixando-as douradas dos dois lados (cerca de 3 minutos de cada lado). Repita com o restante pão e manteiga.

Se desejar, barre as rabanadas com mel ou geleia de abóbora.

Pés de Abóbora (Ribatejo)

Os pés de abóbora são fritos tradicionais da antiga região do Ribatejo, mais marcadamente no distrito de Santarém, sendo ideais para saborear nas épocas festivas em que abundam os doces fritos, como no Natal.

Com uma apresentação que faz lembrar os churros, o seu nome deve-se ao facto de, visualmente, se assemelharem aos pés de abóbora, com o seu torcido característico.

Ingredientes:

  • 1 chávena de farinha
  • 1 ou 2 ovos
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 2 cascas de limão
  • água e sal q.b.
  • azeite ou óleo p/ fritar
  • açúcar e canela p/ polvilhar

Confeção:

Leve uma chávena de água ao lume com a manteiga, sal e as cascas de limão.

Depois de ferver um pouco, junte a farinha e mexa. Deixe a farinha absorver a água sem deixar cozer a massa.

Retire do lume e, mexendo sempre, junte o vinho do Porto e os ovos, um de cada vez, mexendo bem até estar tudo ligado.

Ponha a massa numa seringa de bico (ou disco canelado) e deite no azeite bem quente, em pedaços com cerca de 15 cm, os quais cortam com uma faca.

Polvilhe os pés de abóbora com açúcar e canela enquanto quentes.

Pão Doce de Abóbora

Esta receita refere-se a um bolo de abóbora muito apetitoso. Recebe o nome de pão, sobretudo pela sua forma, mas também porque é saboroso e leve, não se tornando enjoativo nem demasiado doce. É ideal para ser saboreado ao pequeno-almoço ou com um chá bem quentinho…

Doce de Abóbora | Mogango (Alentejo)

No Alentejo, a tradicional abóbora de cor laranja é designada mogango, daí que este doce de abóbora seja conhecido como doce de mogango. Na gastronomia alentejana, esta espécie de abóbora é utilizada sobretudo para o doce, fritos de Natal, sopa de feijão ou mogango assado no forno.

Creme Brulée de Abóbora

Este creme brulée de abóbora, com natas, noz-moscada e canela, é uma receita apetecível e surpreendentemente simples de fazer. Envolvente desde o estalar da cobertura caramelizada até à última colherada, esta sobremesa faz um final esplêndido de qualquer refeição.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de canela
  • 1 pitada de noz-moscada moída
  • 1 pitada de sal fino
  • 250 g de açúcar
  • 500 g de abóbora cozida e bem escorrida
  • 600 g de natas p/ bater
  • 7 gemas

Confeção:

Ligue o forno a 180º C.

Bata muito bem as gemas com metade do açúcar até obter um creme espumoso.

Junte as natas, a canela, a noz-moscada, a abóbora (reduzida a puré) e o sal.

Deite o creme em taças e leve ao forno cerca de 30 minutos. Retire do forno e deixe arrefecer.

Coloque as taças no frigorífico durante 2 a 3 horas.

No momento de servir, polvilhe o açúcar restante sobre o creme e deixe caramelizar debaixo do gratinador do forno durante alguns minutos.

SUGESTÃO:

Aproveite as claras que restaram da preparação do creme brulée para fazer os delicados e deliciosos Biscoitos Cobertos com Chocolate e Chantilly (receita AQUI).