Tag Archives: corinto

Bolo de Marmelada com Nozes e Corintos

A massa deste bolo é leve, mas muito rica, pela conjugação de ingredientes que compõem a receita. Feito à base de marmelada, o bolo leva nozes e corintos (mergulhados em Vinho do Porto para amolecerem e receberem o sabor da bebida), ficando simplesmente delicioso.

Sabe particularmente bem no outono e inverno, quando nos apetecem bolos mais intensos, em que entram, normalmente os frutos secos. Além disso, é uma boa forma de usar a marmelada, feita habitualmente nesta época do ano para aproveitar a estação dos marmelos. Sabe muito bem uma fatia deste bolo ao lanche ou a acompanhar  uma chávena de chá/café, sendo perfeito para servir nas festas que vão dos Santos até ao Natal.

Ingredientes:

Para a massa
  • 1 cálice de Vinho do Porto
  • 1 colher (sobremesa) de fermento em pó
  • 100 g de nozes picadas
  • 200 g de farinha
  • 30 g de corintos
  • 4 ovos (claras e gemas separadas)
  • 500 g de marmelada 
  • 80 g de açúcar amarelo
Para a cobertura (opcional)
  • 1 colher (sopa) de canela em pó
  • açúcar q.b.

Confeção:

Ligue o forno a 180° C.

Ponha os corintos a macerar no Vinho do Porto. Reserve.

Bata as gemas com o açúcar e a canela.

Junte a marmelada (em pedaços) e continue a bater até esta estar completamente desfeita e a mistura uniforme e fofa.

Coe os corintos e acrescente o Vinho do Porto onde os demolhou ao preparado anterior. Envolva bem.

Adicione a farinha, os corintos e as nozes e misture-os na massa. Reserve.

Bata as claras em castelo bem firme e junte-as à massa, a pouco e pouco, mexendo suavemente.

Deite numa forma, untada e polvilhada, e leve no forno cerca de 30 minutos.

Desenforme o bolo, deixe arrefecer e polvilhe com açúcar em pó e canela.

Bolo de Passas

Este bolo, cuja massa é recheada com passas, corintos e frutas cristalizadas, enriquecida com o aroma das especiarias e adocicada com mel ou melaço, é ótimo para servir nos meses mais frios de outono e inverno.

Faça a receita para as celebrações de Natal e/ou passagem de ano e verá que todos irão elogiar a sua escolha.

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de canela
  • 1 colher (sopa) de fermento
  • 1 colher (sopa) de mel ou melaço
  • 1 pitada de noz-moscada
  • 125 g de corintos
  • 125 g de frutas cristalizadas
  • 160 g de farinha
  • 160 g de manteiga
  • 250 g de passas
  • 260 g de açúcar
  • 3 ovos
  • raspa de 1 limão
  • açúcar em pó p/ polvilhar

Confeção:

Ligue o forno a 180º C.

Bata bem a manteiga com o açúcar e junte os ovos, um a um.

Incorpore o mel, a raspa de limão e as especiarias.

Peneire a farinha com o fermento e envolva-os no preparado, juntamente com as passas, os corintos e as frutas cristalizadas, cortadas em pedaços.

Deite a massa numa forma redonda, previamente untada e polvilhada, e leve ao forno cerca de 45 minutos.

Retire o bolo do forno, deixe arrefecer e desenforme. Se desejar dar-lhe um aspeto mais requintado, polvilhe com açúcar em pó.

Vinho do Porto Quente (Entre Douro e Minho)

O consumo dos vinhos quentes aromatizados com especiarias é milenar, sendo os primeiros registos do início do Império Romano. Estas bebidas são particularmente apreciadas no inverno, sobretudo nas regiões mais frias, pelo vigor e aconchego que proporcionam.

Existem diversas receitas de vinhos quentes, a maioria delas feitas com vinhos doces, como é o caso do vinho do Porto. Esta receita em concreto é típica da região de Entre Douro e Minho, no norte de Portugal, está particularmente associada aos dias festivos do Natal. No entanto, o vinho do Porto quente é apreciado ao longo de todo o inverno, nos serões em frente à lareira.

Ingredientes:

  • ½ litro de vinho do Porto de boa qualidade
  • ½ cálice de aguardente velha
  • 1 colher (sopa) de mel
  • 1 chávena de (café) de passas
  • 1 chávena de (café) de corintos
  • 1 pau de canela

Confeção:

Leve o vinho do Porto ao lume e vá adicionando os ingredientes pela ordem indicada na listagem.

Mexa muito bem até levantar fervura.

Retire o pau de canela e sirva a bebida quente.

[shopeat_button]

Pudim de Natal

Este pudim, tradicionalmente servido no Natal como parte da ceia da consoada, tem as suas origens na Inglaterra medieval. Na sua confeção entra uma quantidade considerável de passas – corintos e sultanas -, levando também fruta cristalizada e especiarias.

O pudim mantém-se durante vários meses (até um ano), porque contém muito álcool.

Ingredientes:

  • ½ colher (chá) de fermento em pó
  • 1 chávena (café) de leite
  • 1 chávena de açúcar
  • 1 chávena de vinho do Porto
  • 1 colher de bicarbonato de sódio
  • 1 copo de conhaque ou whisky
  • 1 pacote de cidrão
  • 100 g de abóbora cristalizada
  • 125 g de manteiga
  • 150 g de cerejas cristalizadas
  • 2 chávenas de farinha
  • 250 g de corintos
  • 250 g de sultanas
  • 4 ovos

Confeção:

Bata muito bem a manteiga com o açúcar.

Junte os ovos, um a um, e volte a bater bem.

Acrescente os ingredientes secos, previamente peneirados, o leite e o vinho do Porto. Mexa bem.

Por último, deite as frutas e leve a cozer em forno lento, entre 1h e 30m a 2h, numa forma lisa com papel untado de manteiga.

Quando o pudim estiver cozido, retire-o e regue com o conhaque ou whisky. Decore a seu gosto.

Creme de Frutos Secos

Veja como preparar um delicioso creme de frutos secos, aromatizado com baunilha, para servir à sobremesa ou agraciar os seus amigos e familiares num encontro. Como a receita é rápida e fácil de fazer, também a poderá preparar quando receber visitas inesperadas – demora cerca de 25 minutos a preparar e fará as delícias dos seus convidados.

Ingredientes:

(para 4 pessoas)
  • 1 pitada de baunilha em pó
  • 1 pitada de sal fino
  • 130 g de açúcar
  • 2 ovos
  • 30 g de corintos
  • 5 gemas
  • 50 g de miolo de amêndoa com pele
  • 50 g de miolo de pinhão
  • 50 g de sultanas
  • 750 ml de leite
  • 80 g de farinha

Confeção:

Leve o leite a levantar fervura.

Misture o açúcar com a farinha, a baunilha, o sal, os ovos e as gemas. Incorpore-os no leite, mexendo sempre.

Leve o preparado a lume moderado, mexendo regularmente até ganhar consistência.

Quando o creme estiver consistente, retire do lume e acrescente os frutos secos, reservando alguns para a decoração.

Distribua o creme pelas taças e deixe arrefecer.

Sirva a sobremesa fria, decorada com os frutos secos que tinha reservado.