Tag Archives: Bolo-Rei

Como Organizar uma Festa de Natal Económica

O Natal é uma altura do ano por que ansiamos e que idealizamos com vários meses de antecedência. É nesta época que muitas famílias se reúnem e reencontram, sendo, em muitos casos, o único momento em que se conseguem reunir todos.

Associada a este reencontro, está a fartura de comida e doces, marcando a alegria do acolhimento com o que há de melhor para servir à mesa. A abundância e o desperdício acabam por ser realidades que pouco têm a ver com a época natalícia, mas que são uma consequência da fartura que há nesta quadra festiva.

Estando nós a passar por um período de crise, há que repensar a forma de organizar a festa de Natal em que os nossos familiares e/ou amigos se sintam calorosamente acolhidos, sem termos de gastar muito dinheiro ou gerar muito desperdício.

Há alguns princípios que podem ser seguidos. Acima de tudo, não encomende a comida ou doces,  pois sai-lhe muito mais caro; faça-os em casa e, no final, verá que valeu realmente a pena.

Deixamos-lhe algumas dicas e sugestões que poderá ter em conta para conseguir organizar uma festa de Natal económica e com muita Doçura.

Faça bolachinhas e biscoitos de Natal

Aproveite a ocasião para criar um momento de partilha e confraternização. Leve os seus filhos para a cozinha e façam juntos biscoitos e bolachinhas de Natal, com as quais poderá presentear os seus convidados.

Algumas receitas que pode preparar…

Bolachas de Gengibre (Suécia)

Anéis de Melaço (Malta)

Tartes de Ameixa (Finlândia)

Biscoitos de Baunilha (Áustria)

Faça as sobremesas em casa

Nesta altura, as sobremesas de compra tendem a encarecer muito. O melhor será fazer receitas caseiras tradicionalmente associadas a esta quadra, económicas e que não são muito trabalhosas, como o arroz-doce, a aletria ou os pudins.

Há receitas que permitem fazer o aproveitamento de ingredientes, como o pão, com o qual poderá fazer pudim de pão e/ou as famosas rabanadas. A salada de frutas é uma sobremesa bastante económica, que sabe sempre bem e que acaba por desenjoar de todos os doces que possa ter à mesa nesse dia.

Deixamos-lhe algumas sugestões de sobremesas que pode fazer:

Arroz-doce à Portuguesa

Arroz-doce de Natal

Aletria Tradicional

Faça os fritos de Natal em família

Sendo uma festa somente de família, poderá fazer os fritos de Natal no dia 24. Lembro-me de, em criança, a minha mãe fazer questão de terminar as filhós e os coscorões com todos nós, tendo cada um uma tarefa de acordo com a idade – a nós, os mais novos, competia-nos envolver os fritos no açúcar e canela. E como nos deliciávamos todos a preparar os doces em família!

Filhós de Natal

Filhós de Forma

Azevias de Batata-doce

Azevias de Grão

Rabanadas com Mel

Coscorões

Sonhos de Abóbora

Faça a experiência de saborear um bolo-rei ou bolo rainha caseiros

O bolo-rei é um dos doces de referência no Natal, mas tendemos a comprá-lo por uma questão de facilitismo ou até por pensarmos que é demasiado difícil para fazer em casa. Nada disso! O que é preciso é pôr mãos à obra e, no final, verá que fica surpreendido com o resultado…

Poderá aproveitar as sobras do Natal e, na passagem de ano fazer rabanadas de bolo-rei. São deliciosas!

Deixamos-lhe algumas ideias práticas para fazer os seus bolo-rei ou rainha caseiros:

Como fazer Fruta Cristalizada

Bolo-Rei

Bolo Rainha

Roscon de Reyes (Espanha)

Faça da festa de Natal um momento de verdadeira partilha

Caso tenha uma família grande, peça que cada um traga algo para partilhar – salgados, entradas, uma sobremesa, doces… Há sempre alguém na família que tem mais jeito para fazer determinada  receita e, desta forma, poderão deliciar-se com a partilha do que cada um trouxe.

Clique na imagem que se segue e descubra todas as receitas de Natal que temos publicadas. Poderá tirar ideias, inovar, fazendo receitas de outros países, ou definir com os restantes elementos o que cada um traz para a festa…

Doces de Natal

No final, se sobrarem comida ou doces, distribua por todos e, assim evitará, desperdícios.

Bolo-Rei Tradicional

O Bolo-Rei é um bolo tradicional de Natal que se come desde novembro até ao Dia de Reis. Sendo uma alusão aos próprios reis Magos, tem a forma de coroa, decorada pelos frutos secos e cristalizados.

No interior do bolo era tradicionalmente colocado um brinde e uma fava; sendo que o próximo a fazer o bolo-rei (ou a comprá-lo), seria aquele que tivesse a fava na fatia. Há uns anos atrás, a introdução da fava e do brinde no bolo-rei foram proibidos, na produção comercial, pela União Europeia, devido à possibilidade de ingestão acidental e possível asfixia. No entanto, fica aqui o registo da receita tradicional…

Ingredientes:

  • 1 brinde
  • 1 colher (sobremesa) de sal
  • 100 ml de vinho do Porto
  • 1 fava
  • 150 g de açúcar
  • 150 g de frutas cristalizadas
  • 150 g de frutos secos a gosto
  • 150 g de margarina
  • 30 g de fermento biológico
  • 4 ovos
  • 750 g de farinha de trigo
  • geleia q.b.
  • raspa de 1 laranja
  • raspa de 1 limão

Confeção:

Pique as frutas (reserve algumas inteiras para enfeitar) e deixe-as a macerar com o vinho do Porto.

Dissolva o fermento em 100 ml de água morna, junte a 1 chávena de farinha e deixe a levedar, em ambiente temperado, durante 15 minutos.

Entretanto, bata a margarina, o açúcar e as raspas da laranja e do limão.

Junte os ovos, batendo um a um, e a massa de fermento.

Quando tudo estiver bem ligado, adicione o resto da farinha, o sal e o vinho do Porto.

Amasse até obter uma consistência elástica e macia e misture as frutas.

Molde a massa numa bola, polvilhe com farinha e tape com um pano, deixando levedar, num ambiente resguardado, durante 5 horas.

Quando a massa dobrar o volume, ponha-a num tabuleiro e faça-lhe um buraco no meio. Introduza o brinde (embrulhado em papel vegetal) e a fava, deixando-a repousar mais 1 hora.

Pincele o bolo com gema, enfeite com frutas cristalizadas inteiras, torrões de açúcar, frutos secos (pinhões, meias-nozes, amêndoas…) e leve a cozer em forno pré-aquecido a 200º C.

Baixe a temperatura para os 180º C e deixe cozer de 30 a 35 minutos.

Depois de cozido, pincele o bolo-rei com geleia diluída num pouco de água quente.

Bolo dos Reis Magos

O bolo dos Reis Magos, à semelhança do Bolo-Rei, é um dos doces tradicionais de Natal, mas ganha especial destaque no dia 6 de janeiro, em que se comemora o dia de Reis.

Ingredientes:

Para a massa
  • 1 chávena de frutas cristalizadas
  • 1 colher (café) de canela
  • 1 pitada de noz-moscada
  • 200 g de açúcar
  • 230 g de manteiga
  • 250 g de farinha com fermento
  • 6 ovos
  • 80 g de miolo amêndoa ralado
  • cacau em pó q.b.
Para a cobertura
  • 150 ml de leite
  • 130 g de chocolate
  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • geleia de framboesa q.b.

Confeção:

Bata as gemas com o açúcar e a manteiga.

Acrescente a farinha e a canela.

Misture sem bater, incorpore as claras batidas em castelo e junte a noz-moscada.

Deite metade da massa numa forma untada e polvilhada, espalhe os frutos cristalizados e a amêndoa ralada por cima e cubra com a massa restante.

Leve ao forno pré-aquecido (175º C) durante 45 minutos. Verifique se está cozido, deixe arrefecer e desenforme.

Entretanto, derreta o chocolate com as 3 colheres de manteiga e acrescente o leite e um pouco de geleia de framboesa.

Regue o bolo com a cobertura e polvilhe com cacau.

Bolo-rei

Este bolo tradicional de Natal começa a fabricar-se nos fins de novembro e vê-se em todas as pastelarias até meados de janeiro. Embora haja divergência no que respeita à sua origem, pensa-se que o bolo-rei resulte de uma versão adaptada da «Gallette des Rois» francesa. O bolo-rei, um dos símbolos mais marcantes da festa de Natal em Portugal, tendo começado a ser vendido no país em 1869.

Ingredientes:

Confeção:

Dissolva o fermento num pouco de leite e acrescente a farinha. Junte todos os ingredientes, exceto as frutas cristalizadas e os frutos secos, e amasse bem. Quando a massa começar a fazer bolhas, junte então as frutas cristalizadas e os frutos secos.

Estenda a massa em forma de rosca, colocando-a num recipiente com buraco no meio, previamente bem untado. Deixe repousar durante algumas horas.

Na altura de ir ao forno, pincele a superfície com gema de ovo e acrescente mais algumas frutas cristalizadas, distribuindo-as por cima do bolo. Coza em forno médio até ficar dourado.

Se desejar, polvilhe com açúcar em pó quando retirar do forno.

Rabanadas de Bolo-rei

Estas rabanadas diferem das receitas tradicionais, uma vez que são feitas com bolo-rei em vez de pão. São ótimas para fazer nos dias que se seguem ao Natal, permitindo aproveitar de forma deliciosa o bolo-rei que possa ter sobrado das festas natalícias.

Ingredientes:

  • ½  chávena de leite
  • 1 colher (sopa) de vinho do Porto
  • 1 laranja
  • 4 ovos
  • 8 a 10 fatias de bolo-rei
  • açúcar q.b. p/ polvilhar

Confeção:

Bata os ovos com o leite, o suco, a raspa de laranja e o vinho do Porto.

Deite o preparado num prato fundo e mergulhe nele as fatias de bolo-rei, deixando-as embeber de ambos os lados.

Deite um pouco de manteiga numa frigideira e frite as rabanadas até dourarem.

Retire as fatias e coloque-as sobre papel absorvente para retirar a gordura em excesso.

Deixe arrefecer, polvilhe as rabanadas com açúcar.

Sugestão:
Queime o açúcar com um maçarico para lhes dar um aspeto diferente.

Adaptado do blogue come-chocolates.blogspot.pt