Tag Archives: Beira

Biscoitos de Azeite (Fundão)

Estes biscoitos, típicos da zona do Fundão, são comuns a toda a região da Beira Interior, havendo um sem número de variações da receita, que transporta até aos nossos dias os saberes e sabor da tradição.

Biscoitos Farelórios da Beira

Prepare este doces regionais da Beira, típicos de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco. A receita destes biscoitos é simples, sendo feita à base de gemas, azeite, açúcar e farinha.

Borrachões (Beira Baixa)

Estes bolos, típicos da região da Beira Baixa, têm como ingredientes determinantes o azeite e as bebidas alcoólicas (aguardente  e jerupiga ou vinho branco), que lhes dão um sabor tradicional genuíno. O nome Borrachões deriva exatamente do facto de a massa ser embebida em álcool, fazendo lembrar o estado de embriaguez moderada que se experimenta depois de beber um pouco.

Além de ser uma receita simples de confecionar, estas bolos aguentam-se durante muito tempo (mais de 2 meses), desde que estejam devidamente acondicionados e não apanhem humidade. Conheça a forma tradicional de preparar esta receita centenária, que é considerada um ex-libris da doçaria regional da Beira Baixa, sendo confecionada em grandes quantidades na altura da Páscoa.

Ingredientes:

  • 125 ml de aguardente
  • 125 ml de jerupiga (ou vinho branco)
  • 200 g de açúcar
  • 250 ml de azeite
  • 750 g de farinha
  • canela p/ polvilhar
  • ovo batido p/ pincelar a superfície

Confeção:

Junte a jeropiga, a aguardente e o açúcar, misturando bem.

Num recipiente fundo, coloque a farinha e faça um buraco no meio, onde deita o azeite e a mistura anterior.

Vá envolvendo lentamente os ingredientes com a farinha, até obter um preparado homogéneo, e deixe repousar cerca de 30 minutos.

Tenda a massa de modo a ficar com a espessura com cerca de 1 cm e corte-a em retângulos com uma carretilha.

Pincele as tiras com ovo batido e polvilhe-as com canela.

Leve a cozer num tabuleiro levemente untado com azeite ou óleo, em forno quente (200º C, cerca de 15 minutos) ou moderado (170º C até ficarem louros). Note que o tempo e a temperatura do forno determinam o resultado final dos biscoitos, que podem ficar crocantes e secos, se estiverem mais tempo e com temperatura mais baixa ou, pelo contrário, manter alguma humidade interior e algum sabor aos vinhos, se usar o forno mais quente alguns minutos.

Deixe os borrachões arrefecerem completamente e sirva.

Tigelada da Beira

Esta tigelada é um doce regional da Beira que se serve especialmente como sobremesa de Páscoa, mas é uma receita apreciada durante todo o ano, não só na região norte de Portugal.

Ingredientes:

(para 8 pessoas)
  • 1 litro de leite
  • 2 colheres (chá) de canela
  • 2 colheres (sopa) de farinha
  • 350 g de açúcar
  • 8 ovos

Confeção:

Coloque no forno (bastante quente) um tacho de barro vidrado a aquecer.

Bata muito bem os ovos com a canela.

Dissolva a farinha num pouco de leite frio, acrescente o restante e, em seguida, junte-o aos ovos, com o açúcar. Mexa muito bem.

Deite o preparado no tacho de barro e deixe a tigelada cozer durante cerca de 1 hora, até atingir o ponto de bolo.

Rebuçados de Ovos da Beira

Os rebuçados de ovos têm a sua origem na doçaria conventual, existindo noutras regiões de Portugal outras receitas com as mesma proveniência, mas com variantes no modo de preparação e ingredientes. Na receita beirã, os rebuçados são preparados à base de gemas, amêndoas e açúcar. Atualmente são um dos doces de referência daquela região do país. Veja como os preparar…

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de amêndoas
  • 5 gemas
  • 750 g de açúcar
  • água q.b.
  • farinha p/ moldar

Confeção:

Leve 500 g de açúcar ao lume com um pouco de água e deixe ferver até fazer ponto de pérola (para confirmar se está em ponto de pérola, encha uma colher e despeje-a lentamente. Está em ponto de pérola se, ao cair, formar um fio ligeiramente preso).

Junte a amêndoa, pelada e ralada, e deixe ferver um pouco.

Retire do lume e adicione as gemas.

Leve novamente ao lume e deixe ferver até fazer estrada (ao passar a colher, vê-se o fundo do tacho).

Retire do calor e deixe arrefecer completamente.

Com um pouco de farinha, molde a massa de ovos em bolas.

Leve o restante açúcar ao lume com 100 ml de água e deixe ferver até fazer ponto de rebuçado (ao deitar um pouco de calda num recipiente com água, forma-se de imediato uma bola consistente, mas moldável).

Passe as bolas de ovos pela calda de açúcar e ponha os rebuçados a secar sobre uma pedra untada. Embrulhe-os depois em papel celofane de várias cores.