Tag Archives: Abrantes

Broas de Azeite (Abrantes)

Abrantes é uma cidade ribatejana, pertencente ao distrito de Santarém, uma região com uma riqueza gastronómica muito própria e diversificada. Além destas deliciosas Broas de Azeite, muito comuns à mesa no Natal, são famosas as Broas de Rio de Moinhos (muito parecidas com estas), as Tigeladas ou os Fios de Ovos (também conhecidos como Palha de Abrantes).

O único senão destas broas é ser difícil comer só uma, pois são uma verdadeira delícia!

Ingredientes:

(para cerca de 40 broas)
  • 1 pitada de sal
  • 1,5 colheres (chá) de canela
  • 25 g de erva-doce
  • 250 ml de azeite
  • 325 g de açúcar amarelo
  • 50 g de miolo de nozes
  • 500 g de farinha
  • 500 ml de água
  • açúcar p/ polvilhar

Confeção:

Ligue o forno a 250º C.

Pique as nozes em pedaços bem pequenos e reserve.

Misture numa panela a água, o açúcar, o azeite, a canela, a erva-doce e o sal.

Leve ao lume até ferver, mexendo de quando em vez para envolver bem os ingredientes.

Quando o preparado estiver a ferver, retire do lume e junte a farinha e as nozes, envolvendo bem de forma a obter uma massa homogénea. Se necessário, retifique os temperos.

Coloque sobre lume moderado e deixe secar um pouco (cerca de 5 minutos), até que, ao mexer, a massa se solte das paredes da panela.

Deite a massa na bancada da cozinha e deixe arrefecer um pouco (somente o tempo necessário para que a consiga trabalhar com as mãos).

Enquanto a massa arrefece, polvilhe com farinha 2 tabuleiros de ir ao forno.

Unte as mãos com azeite e retire uma noz de massa (mais ou menos o equivalente a uma colher de sopa) e molde pequenas broas ovais, dispondo-as nos tabuleiros à medida que as tende.

Com uma faca, faça pequenos golpes em na superfície de cada broa e leve a cozer durante 15 minutos.

Quando saírem do forno, coloque as broas num prato e salpique-as com açúcar a gosto.

SUGESTÃO:

Leve um tabuleiro ao forno de cada vez e, enquanto as broas de um deles estão a cozer, vá tendendo as do segundo tabuleiro. Quando a primeira fornada estiver pronta, coloque o segundo tabuleiro – assim, será mais rápido e económico uma vez que não desperdiça o calor do forno.

Fonte da receita: http://areceitapartilhada.blogspot.pt/2014/01/broas-de-azeite-de-abrantes-miguel.html

Broas de Rio de Moinhos (Abrantes)

Também designados Broas de Mel, estes bolos típicos de Rio de Moinhos, localidade pertencente ao concelho de Abrantes, estão tradicionalmente associados à celebração dos Santos e Natal, mas fazem-se durante todo o ano.

A presença das especiarias dá-lhes um sabor e aroma únicos, convidando-nos a saborear esta maravilha da doçaria tradicional portuguesa.

Ingredientes:

  • ½ colher (café) de cravinho moído
  • ½ kg de farinha de trigo
  • ½ litro de água
  • 1 colher (chá) de erva-doce
  • 1 colher (sopa) rasa de canela
  • 250 g de açúcar
  • 250 g de miolo de noz
  • 250 ml de azeite
  • 250 ml de mel
  • 350 g de farinha de milho

Confeção:

Leve ao lume o mel, o açúcar, o azeite e a água.

Quando levantar fervura, acrescente os restantes ingredientes, com exceção das farinhas. Deixe ferver e acrescente-as então, mexendo rapidamente durante cerca de 5 minutos para a massa cozer.

Retire do lume e deixe a massa esfriar.

Tenda umas broas de formato oval e dê-lhes uns golpes em diagonal com uma faca.

Leve a cozer em forno quente, em tabuleiros untados e polvilhados.

Depois de frias, peneire açúcar por cima das broas.

Tigeladas de Abrantes

Estes famosos doces de origem conventual também são conhecidos como Tigeladas de Rio de Moinhos, uma freguesia pertencente ao concelho de AbrantesNo entanto, a receita é efetivamente originária de Abrantes, tendo nascido no Convento de Nossa Senhora da Graça (vulgo Convento da Graça). Conta a história que as freiras dominicanas daquele convento terão ensinado o segredo do doce a uma lavadeira de Rio de Moinhos que aí prestava serviços e esta, por sua vez, terá oferecido a receita a uma amiga. Assim se começou a divulgar esta especialidade pela região, tendo-se tornado particularmente conhecida em Ferreira do Zêzere.

A par com a Palha de Abrantes (Fios de Ovos), a tigelada é o doce conventual mais conhecido desta cidade ribatejana, no distrito de Santarém. Confecionadas com açúcar, leite, farinha, ovos, raspa de limão e canela, estes bolos devem o seu nome ao facto de serem tradicionalmente cozidos em tigelas de barro vermelho não vidrado (e sem qualquer gordura).

Ingredientes:

  • 1 colher (café) de canela em pó
  • 1 litro de leite
  • 1 pitada de sal fino
  • 12 ovos
  • 125 g de farinha de trigo
  • 500 g de açúcar

Confeção do modo Tradicional:

Ligue o forno a 220º C e coloque lá dentro as tigelas de barro, vazias e bem enxutas, deixando-as aquecer cerca de 30 minutos.

Num recipiente alto, bata muito bem os ovos com o açúcar, a raspa de limão, a canela e o sal.

Acrescente a farinha e o leite, em fio, ligando muito bem os ingredientes até obter um preparado cremoso e homogéneo.

Quando as tigelas estiverem bem quentes, encha-as com o preparado, se possível dentro do forno para que não arrefeçam. Use uma concha ou recipiente de cabo comprido para chegar a todas as tigelas sem se queimar.

Deixe cozer cerca de 15 minutos, verificando a consistência antes de as retirar.

Desenforme as tigeladas assim que saírem do forno e sirva-as frias.

Preparação na Bimby:

Ligue o forno a 220º C e coloque lá dentro as tigelas de barro, vazias e bem enxutas, deixando-as aquecer cerca de 30 minutos.

Coloque no copo os ovos, o açúcar, a canela, o sal e a raspa de limão. Programe 5 min/ 37º C/ vel 3.

Adicione a farinha e envolva, durante 10 seg/ vel 3.

Programe 3 min/ vel 3 e deite o leite, em fio, pelo bocal da tampa.

Quando as tigelas estiverem bem quentes, encha-as com o preparado, se possível dentro do forno para que não arrefeçam. Use uma concha ou recipiente de cabo comprido para chegar a todas as tigelas sem se queimar.

Deixe cozer cerca de 15 minutos, verificando a consistência antes de as retirar.

Desenforme as tigeladas assim que saírem do forno e sirva-as frias.

Foto: Cuisine Portugaise, “Tigeladas de Abrantes, Portugal”

Fios de Ovos | Palha de Abrantes

Os fios de ovos, também conhecidos como «Ovos Reais» ou «Palha de Abrantes», são uma das mais antigas especialidades da doçaria tradicional portuguesa.

É um doce conventual que se faz por todo o país, sendo parte importante de grande número de especialidades tradicionais: Pingos de TochaD. RodrigosLampreia de Ovos… Veja como preparar a receita de fios de ovos da região do Ribatejo.

Ingredientes:

  • 12 gemas
  • 2 claras
  • 250 ml de água
  • 750 g de açúcar

Confeção:

Misture as gemas com as claras, com um garfo, sem bater, e passe-as 3 vezes por um passador de rede.

Leve o açúcar com a água ao lume e deixe ferver até atingir o ponto de pérola fraco (a calda corre em fio, ficando uma gota suspensa na extermidade, como se fosse uma pérola).

Limpe o açúcar de todas as impurezas.

Tenha já os ovos dentro do funil de fazer os fios de ovos e, sem demora, deixe cair os ovos em calda em pequenas porções, manuseando o funil em círculo e o mais alto possível. Os fios tomarão o aspeto de uma meada.

Retire os fios de ovos com a ajuda de uma ou duas escumadeiras e coloque-os sobre uma peneira com o fundo virado para cima.

Abra os fios passando as mãos por água fria. Nesta altura, pode passar os fios por uma calda de açúcar mais fraco (retire uma pequena porção de calda e junte-lhe um pouco de água).

Dicas práticas:
  • Enquanto prepara os fios de ovos, deve sempre borrifar com água fria para impedir que a densidade do xarope aumente.
  • A calda de açúcar deverá manter-se sempre a ferver no centro do tacho.
  • Para possibilitar a separação dos fios durante a cozedura, adicione um pouco de água, à qual junta uns pingos de gemas. As gemas, ao ferverem, fazem bolhas que automaticamente separam os fios dos ovos.
Sugestão:

Aproveite as claras, preparando um delicioso Molotov | Pudim de Claras com Nozes.