Sopa Seca (Penafiel)

A sopa seca é uma sobremesa típica da região de Penafiel, tradicionalmente associada ao fim das vindimas, embora também seja muito comum servir-se no Natal ou noutras ocasiões festivas. Designa-se sopa por ser feita com caldo e diz-se que é seca, porque o pão absorve a calda e não fica praticamente liquido nenhum no fundo do alguidar onde a sobremesa é servida.

A receita foi criada por famílias com poucos recursos económicos, que aproveitavam o pão de trigo velho para prepararem uma sobremesa que pudessem apresentar nas festividades da Senhora do Rosário, que se realiza todos os anos, na freguesia de Duas Igrejas, no primeiro fim de semana de outubro. O doce, tradicionalmente acompanhado de vinho doce, acabou por ficar intimamente associado à festividade litúrgica e, dadas as características peculiares desta sobremesa e a atração que despertou, com o tempo, o evento passou a ser conhecido como a Festa da Sopa Seca.

Atendendo às suas origens humildes, este doce é também conhecido como a sobremesa dos pobres. A receita consiste em embeber fatias de pão numa calda de açúcar com canela, folhas de laranjeira e vinho do Porto, dispô-las num alguidar, onde são colocadas em camadas e polvilhadas com açúcar e canela, indo depois ao forno a gratinar.

A sopa seca deve  ser feita de preferência em forno a lenha e saboreada ainda morna. Embora a receita ainda esteja pouco divulgada nos roteiros gastronómicos de Portugal, esta iguaria é muito apreciada e difundida, sobretudo no norte do país, existindo variantes onde é feito o aproveitamento de caldo de carnes e usada hortelã.

Ingredientes:

  • 10 pães (tipo cacete ou carcaça) secos
  • 100 g de açúcar + q.b. p/ polvilhar
  • 150 g de açúcar amarelo
  • 2 folhas de laranjeira (ou 1 casca de limão)
  • 25 g de canela + q.b. p/ polvilhar
  • 50 ml de vinho do Porto tinto

Confeção:

Junte a água, o açúcar branco e o amarelo, a canela, o vinho do Porto e as folhas de laranjeira. Mexa até dissolver bem os açúcares.

Cubra com açúcar o fundo de um alguidar de barro, próprio para servir à mesa.

Corte o pão em fatias de 1,5 cm de espessura e mergulhe-as na calda, uma de cada vez.

Disponha as fatias no alguidar, em camadas, polvilhando sempre entre cada uma com açúcar e canela.

Leve ao forno, pré-aquecido a 160º C, cerca de 20 minutos, até o pão ficar ligeiramente tostado.

Servir a sobremesa quente ou morna, de preferência, mas também pode ser consumida fria.

Foto: http://jornalreferencia.blogs.sapo.pt

Print Friendly, PDF & Email

One Response to Sopa Seca (Penafiel)

  1. Maria Engrácia Pinheiro de Freitas diz:

    Fiz ontem deliciosa adoro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *