Sonhos (Vila do Conde)

Em Portugal (e no Brasil também), os sonhos são muito famosos e apreciados, estando particularmente associados a épocas como o Natal, altura em que abundam os fritos.

A receita que hoje trazemos é típica de Vila do Conde e teve a sua origem no Convento de Santa Clara, uma referência na doçaria conventual da região e mesmo do país. Sendo um doce conventual, caracteriza-se pelo uso abundante de ovos, não levando as tradicionais abóbora ou cenoura. No final, os sonhos são polvilhados com açúcar e canela ou regados com uma calda de açúcar.

Ingredientes:

Para a massa
  • ½ litro de água
  • ½ litro de leite
  • 1 pitada de sal
  • 18 ovos
  • 250 g de manteiga
  • 600 g de farinha de trigo
Para a cobertura
  • açúcar e canela ou
  • calda de açúcar em ponto de espadana
  • 2 gemas grandes

Confeção:

Leve ao lume a água com 1 pitada de sal, o leite e a manteiga.

Quando estiver a ferver, junte a farinha de trigo e mexa rapidamente.

Quando a massa ficar como uma bola, retire do lume, e com as mãos, amasse à medida que for juntando os ovos batidos.

Usando 2 colheres de sopa, retire porções de massa e frite os sonhos em azeite ou numa mistura de azeite.

Deixe fritar lentamente, batendo-lhes com as costas da colher, para que os sonhos se voltem e fritem de todos os lados.

Sirva os sonhos polvilhados com açúcar e canela ou com uma calda de açúcar em ponto de espadana, deitada numa tigela onde estejam já duas gemas grandes batidas.

GLOSSÁRIO:
  • Ponto espadana
    Obtido após cerca de 3 minutos de fervura. Deve colocar a água ao lume e só depois acrescentar o açúcar (60 ml de água para 250 g de açúcar), dissolvê-lo e não mexer mais a calda.
SUGESTÃO:

Caso opte por fazer a calda para a cobertura, poderá preparar Arrepiados de Amêndoa (receita AQUI), uma delícia da doçaria regional algarvia que lhe permitirá dar uso às claras que não foram usadas nos sonhos.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *