Panetone Tradicional (Itália)

O panetone é um doce tradicional de Natal oriundo de Milão, no norte da Itália. É um pão doce com um aroma suave de baunilha e recheado com frutas secas e cristalizadas.

Em termos nutricionais, o panetone é muito rico em hidratos de carbono, tendo também uma grande quantidade de gordura. Por isso, é um bolo muito calórico – a título de exemplo, uma fatia de aproximadamente 80 gramas tem cerca de 280 calorias.

Ingredientes:

  • ½ chávena (chá) de leite
  • ½ chávena (chá) de mel
  • ½ colher (chá) de sal
  • ½ colher (sopa) de essência de panetone
  • 1 chávena (café) de açúcar
  • 1 chávena (café) de óleo de milho
  • 1 gema
  • 1 ovo inteiro
  • 30 g de fermento biológico
  • 250 g de frutas cristalizadas
  • 3,5 chávenas (chá) de farinha

Confeção:

Misture o leite e o açúcar e leve ao lume até amornar.

Ponha o leite numa tigela, junte o fermento e mexa até dissolver.

Junte 1 chávena de farinha, mexendo até a massa ficar homogénea. Cubra com película aderente e deixe levedar durante 30 minutos em local aquecido.

Enquanto isso, leve o óleo e o mel a levantar fervura. Retire e deixe amornar um pouco.

Junte o ovo, a gema e a essência de panetone, batendo sempre. Reserve.

À parte, misture a farinha restante com o sal. Adicione à massa já crescida o creme de ovos, alternando com a farinha e misturando sempre.

Em seguida, ponha a massa numa superfície polvilhada e bata durante 15 minutos, ou até esta se soltar das mãos.

Coloque a massa numa tigela, cubra novamente com película aderente e deixe crescer durante mais 45 minutos em local aquecido.

Abra a massa e espalhe as frutas cristalizadas. Enrole como se fosse uma torta e coloque numa forma de papel próprias para panetone com capacidade para 500 gramas. Ponha a massa até a metade da altura e deixe crescer mais 30 minutos.

Ligue o forno a temperatura média e leve a cozer durante 45 minutos, ou até o panetone dourar.

 

Sabia que…

Há várias lendas alusivas à criação deste doce natalício. Uma das mais difundidas diz a que o doce surgiu no século XV, partindo do amor de um rapaz pela filha de um padeiro. O rapaz, Toni, que não fora aprovado pelo pai da moça, disfarçou-se de ajudante de padeiro e preparou um pão doce diferente, tanto pelo tamanho como pelo formato, que parecia o de uma igreja. O pão começou a fazer tanto sucesso que todos queriam saborear tal novidade e o rapaz atribuiu a receita ao pai da rapariga. Os anos passaram e o pão passou a ser conhecido como “pan di Toni“, atualmente designado panetone.
Independentemente da sua origem, este doce é hoje em dia conhecido e apreciado em todo o mundo, sendo mesmo a base de variadíssimas outras receitas.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *