Celestes de Santa Clara (Santarém)

Estes bolinhos, que são uma das mais conhecidas delícias de Santarém, fazem parte da doçaria conventual, porque foram criados pelas monjas Clarissas do Convento de Santa Clara e daí advém o seu nome.

A receita —  à base de miolo de amêndoa, ovos e açúcar pilé (granulado fino)  —  foi mantida em segredo durante muitos anos. No entanto, veio a ser adquirida por uma mercearia de especialidades de Santarém, que deu depois início à divulgação e comercialização deste doce conventual.

Ingredientes:

  • 200 ml de água
  • 24 gemas + 2 claras
  • 250 g de amêndoa
  • 500 g de açúcar pilé
  • rodelas e tiras de obreia (hóstia)

Confeção:

Leve o açúcar ao lume com a água e deixe ferver até fazer ponto de fio (quando a calda adere levemente à colher e, ao retirar um pouco, forma-se um fio com o qual se conseguem fazer formas sobre uma superfície lisa).

Junte as amêndoas pisadas e deixe cozer.

Bata as gemas com as claras.

Retire o preparado do lume, deixe arrefecer um pouco e adicione-lhe as gemas batidas. Misture bem e leve novamente a lume brando, mexendo sempre até que a mistura engrosse e se solte das paredes do tacho. Deite, então, o preparado num recipiente e deixe-o esfriar e endurecer.

Forme montinhos com a massa e coloque-os sobre os círculos de hóstia, rodeando-os com tiras recortadas, e leve ao forno até que as pontas estejam tostadas.

Print Friendly, PDF & Email

5 Responses to Celestes de Santa Clara (Santarém)

  1. Amaury Chaves diz:

    Receitas magníficas !!!!

  2. Mas que aspecto delicioso. Aliás todas as receitas que tenho visto são simplesmente uma maravilha. Descobri muito recentemente este "espaço" e digo-vos é pura tentação. Obrigada. Esta é mais uma das que irei fazer.

  3. Receitas diz:

    Docinho de Amêndoa,
    Poderá partilhar o conhecimento adicional que tem desta receita conventual. Todos os contributos são apreciados e bem-vindos para um melhor conhecimento da nossa doçaria.

    Doces cumprimentos,

  4. Docinho de Amendoa diz:

    Tendo eu conhecimento da receita original proveniente do convento de Santa Clara, informo que nem as quantidades dos ingredientes, nem a sua confecção estão correctos.

    • Vera Graça diz:

      Mas é está que está publicada em todo lado!!! 😊
      Depois quando se faz a correta desconfiam… enfim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *