Category Archives: Receitas sem Gluten

Bolo Bombocado de Coco no Micro-ondas

O bombocado, muito popular no Brasil, é verdadeiramente delicioso, independentemente da forma como é apresentado – em bolo ou bolinhos de forma. A receita que aqui apresentamos, feita à base de coco e leite condensado, está isenta de glúten.

As claras em castelo dão leveza à massa, deliciosamente húmida. Ao sair do micro-ondas, o bolo apresenta-se muito fofinho e depois de arrefecer mantém a humidade da massa.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 lata de leite condensado
  • 100 g de coco ralado + q.b. p/ polvilhar (opcional)
  • 4 ovos (claras e gemas separadas)

Confeção:

Bata as claras em castelo e reserve.

Misture as gemas com o coco ralado, o leite condensado e o fermento em pó, acrescentando depois as claras batidas.

Deite a massa numa forma refratária de anel, untada e polvilhada com açúcar.

Leve a cozer no micro-ondas, cerca de 7 minutos, na potência alta.

Depois de pronto, polvilhe o bombocado com coco e, se desejar, regue-o com uma cobertura de chocolate ou outra a gosto.

Compota de Laranja

Esta receita é a forma tradicional de preparar a compota de laranja, uma receita muito antiga, fácil de fazer e que rende bastante, permitindo aproveitar a laranja toda. É uma compota que se conserva durante muito tempo, podendo manter-se de um ano para o outro, desde que esteja devidamente acondicionada.

Originalmente a compota era preparada com laranja amarga. Com o tempo, dado que nem sempre se consegue arranjar laranja amarga, passou a incluir-se limão para obter a acidez que as laranjas normais não têm.

Ingredientes:

  • 1,5 kg de açúcar
  • 1,5 l de água
  • 750 g de laranjas
  • 1 limão

Confeção do modo Tradicional:

Lave muito bem as laranjas e corte-as meias luas finas, eliminando os caroços (todo o resto da laranja é aproveitado).

Coloque as laranjas numa panela com a água e deixe macerar durante 8 horas.

Leve a ferver, em lume brando, até que as cascas da laranja amoleçam um pouco.

Junte o açúcar e o sumo do limão, mexendo bem após a adição.

Deixe continuar a ferver – cerca de 1 hora – para a compota ganhar consistência. Para verificar se está pronto, deite um pouco de doce num prato, passe com uma colher; estará pronto se abrir estrada, caso contrário, deixe apurar mais um pouco, até obter a textura desejada.

Retire a compota do lume, remova a espuma que ficou à superfície deite a compota, ainda quente, em frascos esterilizados. Feche bem os frascos e vire-os ao contrário para criar vácuo (deixe-os ficar nesta posição entre 30 minutos a 1 hora assim).

Depois de arrefecer, guarde a sua compota de laranja num local fresco.

Preparação na Bimby:

Coloque no copo da Bimby o açúcar, as laranjas e o limão (previamente descascados e sem caroços) e a casca de 1 laranja (sem a parte branca). Triture 15 seg./ velocidade 6.

Programe 25 min./ 100º C/ velocidade 1 (sem o copo medidor).
Como a laranja liberta muito sumo, se achar que a consistência da compota está muito líquida, poderá torná-la mais espessa, deixando apurar um pouco mais; para tal, programe 20 min./ Varoma/ vel Counterclock.

Estando pronta, deite a compota, ainda quente, em frascos esterilizados. Feche bem os frascos e vire-os ao contrário para criar vácuo (deixe-os ficar nesta posição entre 30 minutos a 1 hora assim).

Nota:

Ajuste a acidez da compota atendendo ao seu gosto pessoal. Para tal, bastará aumentar ou diminuir a quantidade de limão usado na receita.

Doce de Damasco (alperce)

O damasco, conhecido com diversas outras designações, entre as quais alperce ou abricô, é um fruto conhecido há vários milénios, sendo consumido ao natural, desidratado ou em forma de doces, geleias e compotas.

Este fruto, semelhante ao pêssego, mas mais pequeno e de cor laranja, não é muito sumarento mas marcadamente suave e doce.

Ingredientes:

  • 1 kg de damascos | alperces maduros
  • 1 pau de canela (opcional)
  • 700 g de açúcar

Confeção do modo Tradicional:

Lave os damascos e corte-os em pedaços, retirando o caroço.

Leve ao lume um tacho com os damascos cortados, o açúcar e a canela.

Deixe apurar, mexendo continuamente até o preparado atingir o ponto de estrada (ao passar com a colher pelo doce, abre-se uma espécie de estrada que não se fecha de imediato e permite ver o fundo do tacho).

Retire o pau de canela e deixe o doce arrefecer um pouco.

Deite o doce de damasco em frascos de vidro esterilizados. Vire-os ao contrário para ganharem vácuo.

Preparação na Bimby:

Lave os damascos, corte-os a meio e retire-lhes os caroços.

Coloque-os no copo da Bimby, juntamente com o açúcar.

Pique durante alguns na velocidade 5.

Querendo, junte o pau de canela e programe  40 min/ 100º C/ velocidade 1. Se o doce ainda se apresentar muito líquido, deixe apurar mais 5 a 10 minutos.

Retire o pau de canela e deixe o doce arrefecer um pouco.

Deite o doce de damasco em frascos de vidro esterilizados e vire-os ao contrário para ganharem vácuo.

Dica:

Para esterilizar os frascos de vidro, deixe-os a ferver durante 30 minutos ou leve-os ao forno, pré-aquecido a 250º C, durante 10 minutos.

Mousse de Limão

Feita com com gelatina, leite em pó e iogurtes, esta mousse de limão é uma sobremesa leve e refrescante. Se desejar uma mousse light, substitua o açúcar por adoçante e escolha laticínios magros.

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de leite em pó
  • 2 folhas de gelatina incolor
  • 2 iogurtes
  • 3 colheres (sopa) de açúcar
  • sumo de 4 limões

Confeção:

Bata todos os ingredientes no liquidificador.

Disponha o preparado em taças e leve ao frigorífico até à altura de servir.

Requeijão com Doce de Abóbora e Noz

Nesta receita, que pode ser servida como entrada ou sobremesa, juntam-se o requeijão, o doce de abóbora e o miolo de noz para fazer uma doce simples, mas verdadeiramente saboroso.

Ingredientes:

Para o doce de abóbora
Para o acompanhamento
  • requeijão q.b.
  • miolo de noz a gosto

Confeção:

Descasque e limpe a abóbora, corte-a em bocados pequenos e passe por água.

Leve a cozer, em lume brando, com o açúcar e o pau de canela. Quando começar a cristalizar, junte os cravos-da-índia.

O doce está pronto quando fizer estrada (passando com a colher de pau, vê-se o fundo do tacho).

Sirva o doce de abóbora frio, com requeijão (inteiro ou desfeito) e com miolo de noz.

NOTA:

Se não gostar de encontrar pedaços de abóbora, passe o doce com a varinha depois de estar pronto.