Category Archives: Receitas do Carnaval

Nogados

Os nogados, commumente conhecidos pela designação francesa nougat, são um doce de origem árabe, feito à base de frutos secos (nozes, amêndoas, amendoins, avelãs, pinhões ou pistácios), geralmente mergulhado em mel ou em caramelo.

São muito populares em Portugal, nomeadamente no Alentejo e Algarve. Fazem-se em qualquer altura do ano, mas é comum encontrarem-se à mesa no Natal, no Carnaval ou na Páscoa.

Ingredientes:

  • 1 colher (café) de manteiga
  • 200 g de açúcar
  • 200 g de amêndoa
  • 3 gotas de sumo de limão

Confeção:

Leve ao lume o açúcar com a manteiga e o sumo de limão.

Deixe ferver até atingir ponto de cara­melo claro.

Retire do lume e adicione a amên­doa, picada ou inteira (como preferir).

Pincele com óleo uma superfície de trabalho lisa, deite a mistura sobre ela e deixe arrefecer um pouco.

Quando o nogado estiver morno, corte-o, na(s) forma(s) que desejar, com o auxílio do corta-massas e sirva.

Nogados de Amêndoa com Mel

Os nogados (também conhecidos como nougat) são doces muito versáteis, podendo ser saboreados como bombons ou servidos à sobremesa. Uma verdadeira gulodice com amêndoas torradas, que poderão ser substituídas por avelãs, amendoins, avelãs, pinhões ou pistácios.

Muito populares em Portugal, estes doces fazem-se em qualquer altura do ano, sendo comum encontrarem-se à mesa em datas festivas como o Natal, Carnaval ou Páscoa.

Ingredientes:

  • ½ litro de mel
  • 1 kg de miolo de amêndoa
  • 1 limão
  • água fria q.b.
  • canela p/ polvilhar

Confeção:

Corte as amêndoas sem as pelar e reserve.

Ferva o mel até atingir ponto de pasta (também designado calda fraca, pois é atingido logo que uma pequena camada de açúcar começar a aderir à colher). Acrescente a amêndoa, misture bem e deixe apurar até o doce fazer estrada no fundo do tacho. Aromatize com raspa de limão.

Deite o doce sobre uma superfície lisa e molhada com água fria. Deixe amornar e, com o auxílio de um rolo, estenda-o até obter uma folha com 1 cm de espessura.

Corte em quadrados e polvilhe-os com a canela. Deixe arrefecer e endurecer completamente.

Malassadas de Semilha (Madeira)

As malassadas são um doce tradicional do Carnaval na ilha da Madeira. A importância do doce para comemorar esta época festiva é tal que as malassadas representam para os madeirenses o que o bolo-rei simboliza no Natal para os habitantes de Portugal Continental.

As malassadas são uns fritos parecidos com sonhos, mas mais densos. São cobertas com mel de cana e, também por isso, são uma delícia!

Ingredientes:

  • ¼ kg de farinha
  • ¼ kg de semilha (batata) cozida e esmagada
  • ¼ litro de leite
  • 2 ovos
  • 2,5 colheres de fermento em pó
  • açúcar e sal q.b.
  • mel de cana p/ regar as malassadas

Confeção:

Misture bem todos os ingredientes.

Tire colheradas da massa e vá fritando em óleo bem quente (este procedimento terá de ser rápido; ponha a massa na colher e, com o indicador da mão esquerda, empurre-a rapidamente para dentro do óleo).

Logo que estejam douradinhas, tire as malassadas do óleo e ponha-as a escorrer em papel absorvente.

Sirva-as regadas com mel de cana.

Sugestão:

Embora as malassadas tipicamente madeirenses sejam regadas com mel de cana, poderá também polvilhá-las com açúcar e canela.

Pão de ló Carnavalesco (Brasil)

A receita deste pão de ló carnavalesco, proveniente do Brasil, é muito simples de fazer, apesar de demorada,  e o resultado é verdadeiramente delicioso. Sendo uma receita de Carnaval, a decoração é marcadamente alegre, apelando à folia própria desta época festiva.

Ingredientes:

Para a massa
  • 6 ovos
  • 6 colheres (sopa) de açúcar
  • 6 colheres (sopa) de farinha de trigo peneirada
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
Para o recheio
  • 1 chávena (chá) de açúcar
  • 1 chávena (chá) de água
  • 1 kg de goiabas vermelhas bem maduras (sem casca e picadas)
Para a cobertura

Confeção:

Para a massa do pão de ló, bata as claras em castelo bem firme.

Sem parar de bater, junte separadamente as gemas e o açúcar (uma colher de cada vez).

Retire da batedeira e vá adicionando, aos poucos, a farinha misturada com o fermento. À medida que faz esta operação, vá mexendo delicadamente o preparado com uma colher.

Deite numa forma untada e polvilhada e leve ao forno médio, pré-aquecido, aproximadamente 30 minutos.

Para o recheio, coloque todos os ingredientes numa panela e deixe cozinhar durante uma hora. Passe depois o preparado e reserve a calda.

Bata o puré de goiaba com metade da calda e leve de novo a cozinhar em lume brando, durante mais 1 hora.

Para o glacê, bata as claras em castelo bem firme e adicione o açúcar às colheradas, batendo sempre.

Deixe arrefecer completamente o bolo e proceda à montagem. Corte-o ao meio, humedecendo a camada de baixo com a calda. Recheie com o doce de goiaba e cubra com a outra camada de bolo.

Regue com a calda restante e cubra com o glacê.

Para finalizar, decore com os confeitos a gosto.

Beignets de Carnaval (França)

Estes bolinhos fritos são uma receita típica francesa, sendo tradicionalmente consumidos na terça-feira de Carnaval (mardi gras). Embora predominem em todo o país, cada região tem a sua própria designação para estes fritos de Carnaval.
Estes bolinhos podem ser comidos quentes ou frios, simples ou com compota de fruta.

Ingredientes:

  • ½ colher (chá) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 2 pacotes de açúcar baunilhado
  • 220 g de farinha de trigo peneirada
  • 3 ovos
  • 60 g de amido de milho
  • 80 g de manteiga amolecida
  • raspas da casca de 1 limão
  • açúcar em pó p/ polvilhar

Confeção:

Misture a farinha, o amido, o fermento, o sal e o açúcar de baunilha.

Separe as gemas das claras e bata estas ligeiramente. Incorpore as claras e as gemas na mistura anterior com as raspas de limão e a manteiga. Trabalhe a massa até ter um preparado homogéneo.

Embrulhe a massa num pano e deixe descansar durante 1 hora no frigorífico.

Passado o período de repouso, abra a massa até ficar com cerca de 5mm de espessura e corte-a de várias formas, com uma carretilha,  com o cortador de biscoitos ou até com um copo.

Frite os bolos, virando-os várias vezes com escumadeira para os dourar bem.

Ponha-os a escorrer sobre papel absorvente, polvilhe com açúcar em pó e sirva.