Category Archives: Doces de Colher

Pudim de Natal com Rum

Este pudim é feito à base de pão, frutas secas e cristalizadas, sendo bem regado com rum. Uma receita consistente, aromática e saborosa, ideal para compor a mesa de Natal.

Ingredientes:

  • 1 cálice de rum
  • 1 colher (chá) de canela
  • 1 colher de leite
  • 100 g de amêndoas
  • 100 g de frutas cristalizadas
  • 125 g de margarina derretida
  • 250 g de açúcar + q.b. p/ polvilhar a forma
  • 260 g de pão
  • 5 ovos
  • 50 g de passas
  • suco e raspa de 1 laranja

Confeção:

Escalde as amêndoas, pele-as e corte-as em fatias.

Corte as frutas em pedaços pequenos.

Corte o pão em pedacinhos, acrescente leite fervido, tape e deixe embeber completamente. Quando estiver macio, esmague bem o pão, junte-lhe os ovos batidos, as frutas, a margarina derretida, o suco e as raspas de laranja, a canela e o rum. Misture bem.

Unte uma forma, polvilhe-a com açúcar e cozinhe o pudim em banho-maria durante aproximadamente 30 minutos. Passado esse tempo, verifique se está cozido, deixe arrefecer, desenforme e decore a gosto.

Pudim de Natal com vinho do Porto

Este pudim de Natal, requintada e saborosa, é preparada de véspera, ficando os frutos secos e o pão a absorver os sabores e texturas. No final, o pudim é regado com a calda de vinho do Porto, que intensifica os sabores e o deixa leve e húmido. Uma receita que não deverá deixar de experimentar neste Natal!

Ingredientes:

Para o pudim
  • 1 pão de forma grande s/ côdea (cortado em pedaços)
  • 18 gemas
  • 500 g de passas
  • 600 g de açúcar
  • noz-moscada q.b.
Para o molho
  • 1 copo de açúcar
  • 200 ml de vinho do Porto
  • 6 gemas

Confeção:

Para o pudim, leve o açúcar ao lume, coberto com água, até ficar uma calda.

Junte todos os ingredientes, excepto as gemas, e deixe ferver uns minutos.

Quando arrefecer junte as gemas previamente batidas e volte a levar ao lume para engrossar.

Deite o preparado num recipiente untado e polvilhado de açúcar, deixando repousar no frigorífico até ao dia seguinte.

Desenforme o pudim e prepare, então, o molho.

Leve ao lume o açúcar com o vinho até fazer uma calda.

Depois de arrefecer, junte as gemas e deixe ao lume mais uns minutos mexendo sempre, até ficar cremoso. Cubra o pudim com este molho e decore a gosto.

Formigos do Minho

Esta receita tradicional portuguesa, também conhecida como mexidos, é uma especialidade do Minho, servida no Natal e no Ano Novo.

Ingredientes:

  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 1 pau de canela
  • 150 g de pão
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 2 ovos inteiros + 4 gemas
  • 250 g de açúcar
  • 300 ml de água
  • 300 ml de leite
  • 50 g de passas
  • 50 g de pinhões
  • casca de 1 limão

Confeção:

Leve ao lume o leite, a água, a casca de limão, o açúcar e a canela, deixando ferver durante 3 minutos.

Já fora do calor, retire o pau de canela e a casca de limão e adicione o pão, partido em pedaços, a manteiga, o vinho do Porto.

Leve de novo ao lume leve até começar a dourar.

Retire e junte os ovos batidos, as passas e o miolo de pinhão.

Volte a colocar ao lume para espessar um pouco.

Deite o doce numa travessa e polvilhe com canela.

Sopa Doce do Douro

Uma receita típica de Natal na região do Douro, com a combinação de ingredientes como o vinho verde tinto e a canela que fazem deste doce tradicional uma mais-valia na mesa da Consoada.

Ingredientes:

  • ½ litro de vinho verde tinto
  • 1 pau de canela
  • 200 g de pão
  • 300 g de açúcar
  • canela em pó q.b.

Confeção:

De véspera, ponha o pão de molho num pouco de água.

Leve o vinho ao lume, juntamente com o açúcar e o pau de canela.

Deixe levantar fervura e junte o pão.

Mexa e deixe cozer durante cerca de 10 minutos, até obter um creme espesso, homogéneo e de cor avermelhada.

Coloque em pratos de servir e, depois de frio, polvilhe com canela.

Pudim de Natal com Amêndoa

Este pudim, cuja receita é muito rica em frutos e especiarias, é excelente para servir na ceia da consoada ou no dia de Natal. Deve ser preparado de véspera, sendo cozido somente no dia da confeção.

Ingredientes:

  • ½ colher (chá) de noz-moscada
  • ½ colher (chá) de canela
  • 100 g de açúcar mascavado
  • 100 g de banha
  • 100 g de farinha
  • 100 g de pêssegos
  • 175 g de passas
  • 175 g de sultanas
  • 2 ovos
  • 6 colheres (sopa) de conhaque + q.b. p/ flamejar o pudim
  • 75 g de miolo de amêndoa
  • 75 g de pão ralado
  • raspa de laranja q.b.
  • raspa e sumo de limão q.b.

Confeção:

Misture os pêssegos com as passas, as sultanas, o miolo de amêndoa, a raspa da laranja, a raspa e o sumo de limão.

À parte, junte a farinha, a canela, a noz-moscada, o miolo de pão, a banha e o açúcar mascavado; deite os ovos e misture bem. Adicione a este preparado os frutos secos, mexa, tape e deixe em repouso durante a noite.

No dia seguinte, junte o conhaque à massa e deite-a numa forma previamente untada.

Leve o pudim a lume brando, em banho-maria, e deixe-o cozer cerca de 2 horas. Uma vez cozido, deixe que arrefeça completamente e desenforme.

Na altura de servir, flameje o pudim (leve um pouco de conhaque ao lume dentro de uma concha de sopa e, quando este estiver bem quente, verta-o cuidadosamente sobre o doce).