Category Archives: Coberturas

Molho de Ananás e Menta para Gelados

Quer tornar a sobremesa num momento especial? Adicione este molho de ananás e menta e torne os gelados ainda mais apetecíveis. Ficará delicioso sobre o gelado de abacaxi, mas pode ser usado sobre outros gelados ou sobremesas que deseje.

Ingredientes:

  • 1,5 chávena (chá) de ananás em calda picado
  • 2 colheres (sopa) de licor de menta

Confeção:

Misture o ananás e o licor e bata tudo no liquidificador.

Leve a ferver até engrossar.

Sirva o molho sobre bolas de gelado a gosto.

Como fazer Molho de Chocolate

O molho de chocolate é comummente usado como cobertura de bolos, crepesgelados e frutas, combinando especialmente bem com morangospera.

Veja como preparar a receita, preferencialmente feita com chocolate preto, e verá como é fácil conseguir uma cobertura e/ou recheio tradicional e deliciosa para os seus doces.

Ingredientes:

  • 1 colher (sobremesa) de manteiga
  • 100 g de chocolate preto
  • 100 ml de água
  • 100 ml de natas
  • 30 g de açúcar em pó

Confeção:

Parta o chocolate em pedaços e junte-lhe a água e o açúcar.

Leve a ferver, em lume brando,  cerca de 8 minutos, mexendo sempre até o chocolate estar dissolvido.

Retire o creme do lume e adicione a manteiga e as natas, mexendo muito bem.

Use o molho de chocolate como acompanhamento, recheio ou cobertura de doces ou fruta.

Creme de Chocolate Madeirense

Este creme de chocolate é usado como recheio e cobertura de bolos. A receita é de origem conventual, tendo sido criada pelas freiras do Convento de Santa Clara do Funchal.

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de vinho do Porto
  • 100 g de açúcar
  • 130 g de chocolate para culinária
  • 3 gemas
  • 80 g de manteiga

Confeção:

Leve o chocolate a amolecer, em banho-maria, com 2 colheres (sopa) de manteiga.

Retire do calor e adicione o açúcar e as gemas, envolvendo bem.

Bata o creme até estar fofo e aromatiza com o vinho do Porto.

Trabalhe um pouco a restante manteiga e incorpore-a no creme de chocolate.

Sugestão:

Aproveite as claras como pretexto para preparar os sempre deliciosos Tosquiados de Beja.

Doce de Laranja com Vinho da Madeira

O doce de laranja é dos mais comuns e apreciados por todas as idades, podendo ser saboreado ao natural ou usado como cobertura e acompanhamento de outros doces.

Hoje deixamos-lhe a receita do doce de laranja com vinho da Madeira, uma deliciosa variante da receita tradicional. Nesta, como noutras receitas, o tempo e os ingredientes indicados são dados como referência, mas variam de acordo com a qualidade das laranjas usadas na preparação – se estas forem muito doces, deve retirar um pouco da quantidade de açúcar; se tiverem muito sumo, deve colocar menos água.

Ingredientes:

  • 1 cálice de vinho da Madeira
  • 1,5 kg de açúcar
  • 1,5 kg de laranjas
  • 1,5 litro de água

Confeção:

Lave muito bem as laranjas, retire as extremidades e corte-as em meia-lua, muito finas.

Coloque as laranjas numa panela, aproveitando todo o sumo que ficou na tábua.

Acrescente a água e deixe ferver, com tampa, no mínimo durante 1 hora.

Acrescente o açúcar e deixe cozinhar, já sem tampa, até atingir o ponto de fio (ao mergulhar uma colher no doce, quando a levanta corre um fio contínuo e espesso).

Acrescente o cálice de vinho da Madeira e deixe ferver mais 5 minutos.

Deite o doce em boiões de vidro esterilizados com água a ferver e vede bem. Vire os boiões ao contrário e deixe assim durante 1 dia.

Doce de Laranja Caseiro

De sabor fresco e com uma acidez ligeira, a laranja é um dos frutos de eleição, podendo ser saboreada ao natural ou como base para a elaboração de diversas receitas. O doce de laranja é uma das receitas que pode preparar para aproveitar laranjas que tenha em casa, para saborear no pão ou para criar deliciosos molhos e coberturas para sobremesas.

Ingredientes:

  • 1 kg de laranjas
  • 1 kg de açúcar
  • 1 l de água
  • 2 paus de canela

Confeção:

Lave muito bem as laranjas, corte-as em meias luas e elimine os caroços.

Coloque-as numa panela grande, acrescente a água e deixe a macerar durante 8 horas.

Leve o tacho ao lume e deixe ferver em lume brando até que as cascas da laranja estejam quase moles.

Junte o açúcar e mexa bem. Deixe ferver, sempre em lume brando, cerca de 30 minutos.

Triture o doce (grosseiramente, se pretender que se notem vestígios das cascas de laranja, ou bem passado para conseguir uma textura uniforme).

Junte a canela e leve de novo ao lume até o doce ganhar consistência (cerca de 1 hora). Para ver se o doce está no ponto, tire uma pequena quantidade para um prato, deixe arrefecer um pouco e passe uma colher; está pronto se fizer “estrada” à medida que a colher passa e não se juntar de imediato.

Guarde o doce, ainda quente, em frascos esterilizados e feche-os de imediato. Vire-os ao contrário para criar vácuo e guarde em local fresco depois de estar completamente frio.