Category Archives: Tortas

Torta de Cenoura com Laranja

Esta deliciosa torta, além de económica, caracteriza-se pela sua massa húmida e compacta. A composição desta torta é maioritariamente feita de cenoura e açúcar, sendo a raspa de laranja o ingrediente que lhe confere um sabor deliciosamente peculiar.

Ingredientes:

  • 125 g de farinha de trigo
  • 450 g de açúcar + q.b. p/ polvilhar
  • 500 g de cenouras
  • 5 ovos
  • água q.b.
  • raspa de 1 laranja
  • sal q.b.

Confeção:

Coloque as cenouras a cozer numa panela com água temperada com sal (30 a 40 minutos).

Depois de bem cozidas, escorra as cenouras e reduza-as a puré. Reserve.

Separe as gemas das claras.

Junte o açúcar, a raspa de laranja e as gemas. Bata até que os ingredientes fiquem bem misturados.

Adicione o puré de cenoura e bata tudo muito bem.

Acrescente a farinha e bata até que a massa comece a fazer bolhas.

Bata as claras em castelo e envolva-as delicadamente a massa.

Espalhe a massa num tabuleiro (35×23 cm) untado e forrado com uma folha de papel vegetal, também untada.

Leve a cozer em forno pré-aquecido a 200º C e deixe cozer cerca de 15 minutos. Antes de retirar, verifique se a massa está cozida, fazendo o teste do palito.

Vire o tabuleiro sobre um pano limpo, polvilhado com açúcar.

Retire a folha de papel vegetal e enrole com o pano, aconchegando bem. Deixe repousar um pouco.

Coloque a torta numa travessa e retire o pano com cuidado.

Torta de Laranja

Esta é uma receita básica da torta de laranja, extremamente simples de preparar e com o agradável aroma do citrino. Ótima para saborear a meio da tarde ou ao serão. Sabe sempre tão bem!

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 450 g de açúcar + q.b. p/ a cobertura
  • 8 ovos
  • sumo de 2 laranjas

Confeção:

Junte todos os ingredientes e bata-os bem.

Deite a massa num tabuleiro retangular, forrado com uma folha de papel vegetal bem untada.

Leve ao forno cerca de 40 minutos.

Deixe a massa arrefecer e enrole a torta sobre uma superfície com açúcar.

Tortas de Guimarães

Estas tortas, que são, a par do Toucinho do Céu, dos doces regionais mais típicos de Guimarães, são feitas com massa folhada e têm um recheio de doce de chila, ovos e amêndoas. A massa é tradicionalmente amassada à mão, sendo as medições feitas a olho. Para a untar, é usada gordura de porco, apurada da confeção dos rojões, regionalmente designada de pingue.

Este bolos vimaranenses, com a forma de concha, são uma herança da riquíssima doçaria conventual portuguesa, que deu origem a muitas das receitas mais afamadas de Portugal. A receita original é feita na “Casa Costinhas”, em Guimarães, adquirida por 3 freiras do Convento de Santa Clara que, após a saída do convento, quiseram ficar perto do local onde estava a sua ordem religiosa e começaram a fabricar os doces que faziam no convento.

Ingredientes:

Para a massa
  • 1 pitada de sal
  • água fria q.b.
  • farinha de trigo q.b.
  • pingue dos rojões
Para o recheio
  • 1 pau de canela
  • 115 g de amêndoa pisada
  • 20 gemas batidas
  • 350 ml de água
  • 460 g de açúcar
  • doce de chila | gila
Para a calda da cobertura
  • açúcar e água q.b.

Confeção:

Amasse a farinha em água fria temperada de sal, de modo que a massa fique dura.

Depois de bem amassada a farinha, estenda a massa sobre uma superfície lisa e continue a amassar, dando-lhe voltas, de forma trabalhá-la bem, até que comece a fazer bolhas. Atingindo este ponto, faça um rolo com a massa e unte-o de todos os lados com pingue frio dos rojões e deixe descansar durante 2 ou 3 horas.

Passado o período de repouso, estenda a massa em fita, pouco a pouco, com um rolo de cozinha.

Feito um pedaço de fita, alargue-a, puxando a massa para os lados com as mãos o máximo que puder.

Depois de alargada, enrole a massa com cuidado e forme um rolo, que untará com pingue quente. Deixe repousar durante algumas horas, envolvendo o rolo em película aderente.

Entretanto, prepare o recheio.

Deite o açúcar e a água num tacho, deixando ferver até atingir o ponto de espadana baixo (a calda corre em fitas, com o aspeto de lâmina).

Retire a calda do lume e deixe arrefecer.

Junte-lhe depois a amêndoa pisada, as gemas e o pau de canela, levando de novo ao lume até engrossar.

Retire o pau de canela, deixe arrefecer um pouco e misture o preparado com o doce de gila. Reserve.

Corte o rolo de massa em fatias, aproximadamente da largura de um dedo, de forma a ficarem bem separadas umas das outras.

Abra a massa das fatias e cubra-a com o recheio. Dobre depois a massa, dando-lhe a forma de pastéis, fechando-os em forma de torcidos.

Coloque os pastéis num tabuleiro e leve ao forno (200º C), cerca de 40 minutos.

Leve um tacho com açúcar e água ao lume, deixando ferver até atingir o ponto de espadana.

Quando saírem do forno, mergulhe os pastéis na calda, retirando-os depois com uma escumadeira.

Veja o vídeo que se segue, sobre este doce regional:

Sugestão:

Aproveite as claras para fazer um Pudim de Claras com Nozes para a sobremesa e os maravilhosos Merengues de Chocolate e Avelã.

Torta de Limão com Canela

O limão e a canela são ingredientes que combinam muito bem, havendo inúmeras receitas que os têm como base de preparação. Esta torta (rocambole, no Brasil) é uma delas, sendo a massa feita com raspa de limão e o recheio, cremoso e aromático, preparado com gemas e canela.

Não deixe de experimentar esta receita, simples e prática, feita com ingredientes comummente usados em doçaria. Sirva-a ao lanche, à sobremesa ou numa ocasião festiva e verá que vai ser um sucesso…

Ingredientes:

Para a massa e cobertura
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 250 g de açúcar + q.b. p/ envolver
  • 250 g de farinha de trigo
  • 8 ovos
  • raspa de ½ limão
Para o recheio
  • 1 colher (chá) de farinha maisena
  • 1 pau de canela
  • 150 ml de água + 1 colher (sopa)
  • 250 g de açúcar
  • 6 gemas

Confeção:

Ligue o forno a 180° C.

Unte um tabuleiro, forre-o com papel vegetal, também ele untado.

Para o recheio, leve a ferver, durante 3 minutos e em lume brando, 150 ml de água, o açúcar e o pau de canela.

Misture a maisena com a colher de água e junte às gemas, previamente batidas.

Incorpore esta mistura na calda de açúcar e leve de novo ao lume a ferver, sem parar de mexer. Retire e deixe arre­fecer.

Entretanto, prepare a massa. Bata o açúcar com os ovos, até obter um creme fofo e esbranquiçado.

À parte, peneire a farinha com o fermento e envolva neles a raspa de limão.

Envolva a farinha aromatizada com limão na gemada e espalhe no tabuleiro.

Alise com uma espátula e leve ao forno, durante 10 minutos.

Retire a massa e desenforme, virando-a sobre um pano polvi­lhado com açúcar.

Barre a superfície com o creme do recheio e enrole em forma de torta.

SUGESTÃO:

Aproveite as claras para fazer os maravilhosos Ésses de Peniche (receita AQUI).

Torta de Maçã Reineta

A torta de maçã é um doce de confeção simples apreciado por todos. Esta receita permitir-lhe-á deliciar familiares e amigos com o seu inconfundível sabor e textura delicada.

Ingredientes:

Para a torta
  • 225 g de farinha de trigo
  • 450 g de açúcar
  • 9 ovos (gemas e claras separadas)
Para o recheio
  • 3 maçãs reineta
  • 4 colheres (sopa) de açúcar
  • água q.b.
  • sumo de 1 limão
Para a cobertura

Confeção:

Ligue o forno a 200° C, unte um tabuleiro, forre-o com papel vegetal e unte-o também. Reserve.

Bata as claras com metade do açúcar, até ficarem bem firmes e bata as gemas com o restante açúcar.

Junte os dois preparados, envolvendo-os delicadamente e adicione a farinha.

Espalhe a massa sobre o tabuleiro, de maneira a ficar uniforme.

Leve ao forno, já quente, cerca de 12 minutos.

Retire a massa depois de cozida, polvilhe com açúcar e desenforme sobre um pano. Remova o papel vegetal e deixe arrefecer.

Entretanto, prepare o recheio, começando por descascar as maçãs e retirar-lhes as sementes.

Corte as maçãs em cubos e coloque-as num tacho com o açúcar, o sumo de limão e uns pingos de água. Leve a lume brando e deixe cozinhar até que as maçãs se desfaçam.

Retire do calor, tri­ture e deixe arrefecer.

Barre a torta com o creme de maçãs. Enrole-a com o auxílio de um pano, apare as pontas e barre-a com o creme de pasteleiro, já frio.

Coloque numa torteira e reserve no frigorífico. Sirva a torta simples ou com um acompanhamento a gosto.