Search Results for: sonhos

Sonhos (Vila do Conde)

Em Portugal (e no Brasil também), os sonhos são muito famosos e apreciados, estando particularmente associados a épocas como o Natal, altura em que abundam os fritos.

A receita que hoje trazemos é típica de Vila do Conde e teve a sua origem no Convento de Santa Clara, uma referência na doçaria conventual da região e mesmo do país. Sendo um doce conventual, caracteriza-se pelo uso abundante de ovos, não levando as tradicionais abóbora ou cenoura. No final, os sonhos são polvilhados com açúcar e canela ou regados com uma calda de açúcar.

Ingredientes:

Para a massa
  • ½ litro de água
  • ½ litro de leite
  • 1 pitada de sal
  • 18 ovos
  • 250 g de manteiga
  • 600 g de farinha de trigo
Para a cobertura
  • açúcar e canela ou
  • calda de açúcar em ponto de espadana
  • 2 gemas grandes

Confeção:

Leve ao lume a água com 1 pitada de sal, o leite e a manteiga.

Quando estiver a ferver, junte a farinha de trigo e mexa rapidamente.

Quando a massa ficar como uma bola, retire do lume, e com as mãos, amasse à medida que for juntando os ovos batidos.

Usando 2 colheres de sopa, retire porções de massa e frite os sonhos em azeite ou numa mistura de azeite.

Deixe fritar lentamente, batendo-lhes com as costas da colher, para que os sonhos se voltem e fritem de todos os lados.

Sirva os sonhos polvilhados com açúcar e canela ou com uma calda de açúcar em ponto de espadana, deitada numa tigela onde estejam já duas gemas grandes batidas.

GLOSSÁRIO:
  • Ponto espadana
    Obtido após cerca de 3 minutos de fervura. Deve colocar a água ao lume e só depois acrescentar o açúcar (60 ml de água para 250 g de açúcar), dissolvê-lo e não mexer mais a calda.
SUGESTÃO:

Caso opte por fazer a calda para a cobertura, poderá preparar Arrepiados de Amêndoa (receita AQUI), uma delícia da doçaria regional algarvia que lhe permitirá dar uso às claras que não foram usadas nos sonhos.

Sonhos de Canela (Pombal)

Os sonhos são doces que nos lembram o Natal e o prazer de saborear um frito saboroso num dia de frio. Mas estes doces sabem bem em qualquer altura do ano e trazem-nos muitas vezes à memória deliciosas recordações de infância.

Esta receita, típica da região do Pombal, concilia o delicioso sabor dos sonhos com o tradicional sabor da canela, que está na base da calda com a qual são regados e também no polvilho que levam no final.

Ingredientes:

Para a massa
  • 100 g de manteiga
  • 200 ml de água
  • 250 g de farinha
  • 4 ovos
  • sal q.b.
Para a calda
  • 1 casca de limão
  • 1 pau de canela
  • 100 ml de água
  • 250 g de açúcar
Para o polvilho
  • canela q.b.

Confeção:

Para preparar a massa, leve ao lume, a levantar fervura, a água com a manteiga e o sal.

Incorpore a farinha de uma só vez e mexa rapidamente até desapegar do tacho. Retire então do lume e bata bem até a massa ficar totalmente fria.

Adicione os ovos, um de cada vez, e bata bem durante 1 hora.

Deixe a massa descansar cerca de 15 minutos.

Deite bastante óleo num tacho e leve ao lume. Quando estiver bem quente, diminua a temperatura.

Faça bolas de massa, com a ajuda de 2 colheres de chá, e frite-as lentamente, para crescerem bem.

Estando os sonhos fritos, deixe-os escorrer a gordura em excesso e, entretanto, prepare a calda.

Leve ao lume o açúcar, a água, o pau de canela e a casca de limão, deixando ferver até atingir o ponto de pérola (a calda é espessa e corre em fio, ficando uma gota suspensa na extremidade, como se fosse uma pérola).

Disponha os sonhos num prato fundo e banhe-os com a calda e a canela.

Sonhos Recheados

Os sonhos recheados são muito fáceis de preparar e capazes de nos deixar de água na boca. Fazem parte dos doces fritos tradicionais de Natal, mas podem ser servidos em qualquer ocasião, sempre que desejar presentear a sua família e amigos com uma receita deliciosa.

Ingredientes:

(para 40 sonhos)
  • ½ chávena (chá) de manteiga
  • ½ lata de leite condensado
  • 1 chávena (chá) de leite morno
  • 1 colher (sopa) de fermento biológico
  • 1 pitada de sal
  • 3 gemas
  • 5 chávenas (chá) de farinha
  • açúcar e canela p/ polvilhar
Para o recheio
  • 500 g de creme de baunilha (ou natas)

Confeção:

Dissolva o fermento no leite e reserve.

Misture bem o leite condensado, a manteiga, as gemas e o sal, acrescentando depois o fermento.

Junte a farinha, aos poucos, amassando até obter uma massa lisa que se solte das mãos.

Retire pequenas porções da massa e modele os sonhos, fazendo movimentos circulares com a mão.

Ponha-os num recipiente enfarinhado e cubra com um pano húmido. Deixe-os repousar em local abafado até dobrarem o volume.

Quando estiverem lêvedos, frite os sonhos em óleo não muito quente, em lume brando, deixando-os dourar por igual. Deverá ter atenção à temperatura do óleo, pois se estiver muito quente, os sonhos ficam crus por dentro.

Escorra em papel absorvente, corte-os ao meio e recheie com o creme ou natas (para facilitar, coloque o recheio num saco de pasteleiro).

Polvilhe com a mistura de açúcar e canela e sirva.

Sonhos de Banana

Existem variadíssimas receitas de sonhos, todas elas deliciosas e cada uma com características próprias, de acordo com o ingrediente de referência. Neste caso, temos os sonhos de banana, uns fritos que são uma verdadeira delícia, com uma consistência ligeiramente mais densa que os sonhos tradicionais, lembrando as bolas de Berlim.

Uma excelente ideia para inovar nas tradições de Natal, podendo os sonhos ser saboreados em qualquer altura do ano, até porque permitem fazer o aproveitamento de bananas que estejam mais maduras. Se ainda não experimentou a receita, não deixe de o fazer, pois vale realmente a pena!

Ingredientes:

Para os sonhos
  • ½ chávena (chá) de açúcar
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 2 bananas grandes maduras
  • 2 chávenas (chá) de farinha
  • 3 colheres (sopa) de leite
  • 3 ovos
  • açúcar e canela
Para a calda (opcional)
  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 1 pau de canela
  • 350 g de açúcar
  • 350 ml de água
  • raspas de 1 citrino (limão ou laranja)

Confeção:

Para os sonhos, bata os ovos com o açúcar até obter uma consistência homogénea e fofa.

Adicione a farinha, previamente misturada com o fermento, e envolva bem.

Esmague as bananas até obter um puré e adicione-as ao preparado anterior, juntamente com o leite.

Coloque uma frigideira com bastante óleo ao lume até aquecer bem e mergulhe 2 colheres (sobremesa) para as olear.

Reduza o lume e frite colheradas de massa, virando os sonhos para que fritem bem e por igual. À medida que os vai fritando, coloque-os sobre papel absorvente para retirar o excesso de gordura.

Polvilhe com açúcar confeiteiro e canela.

Se desejar regar os sonhos com calda, leve ao lume todos os ingredientes listados,  à exceção do vinho do Porto. Deixe ferver durante 1o minutos.

Adicione o vinho do Porto à calda já fora do lume.

Sirva os sonhos regados com calda.

Créditos da foto: lusofonias.wikispaces.com

Sonhos de Amêndoa

Estes sonhos são a receita perfeita para o Natal, pois conciliam a tradição dos fritos, muito presente nesta quadra festiva, com uma apresentação apelativa e requintada, uma vez que são polvilhados com amêndoa.

Ingredientes:

  • 1 pitada de sal
  • 100 g de farinha
  • 125 g de açúcar
  • 125 g de amêndoas raladas
  • 2 ovos
  • 250 ml de água
  • 25 g de manteiga
  • amêndoa torrada p/ polvilhar

Confeção:

Leve 150 ml de água ao lume, com a manteiga e o sal.

Quando a água ferver, junte a farinha e mexa bem. Deixe arrefecer e acrescente os ovos, um a um, mexendo sempre.

Adicione as amêndoas, raladas muito finas, e misture.

Enquanto a massa arrefece, leve ao lume 100 ml de água com o açúcar até atingir o ponto de fio (colocando uma gota da calda entre os dedos, forma-se um fio sem grande resistência) e reserve.

Deite pequenas porções de massa, já fria, a fritar em azeite bem quente. Vá virando para que a fritura seja uniforme (eles viram sozinhos, dando-se um toque na parte de cima).

Depois de prontos, regue os sonhos com a calda de açúcar e polvilhe com a amêndoa torrada.