Pão de Rala (Évora)


Pão de Rala

O pão de rala é uma sobremesa típica de Évora, integrando a riquíssima doçaria conventual do Alentejo. O pão de rala terá sido criado e confecionado pelos frades e freiras conventuais que existiam por todo o Alentejo, conhecendo-se atualmente diferentes variações de região para região.

Da receita fazem parte ingredientes típicos da doçaria conventual, como os ovos (sobretudo as gemas, em grande quantidade), o açúcar, o limão, as amêndoas e a gila ou chila, muito presente na gastronomia alentejana.

Ingredientes:

Para a massa
  • 300 ml de água
  • 480 g de amêndoa moída (sem pele)
  • 500 g de açúcar
  • 6 ovos
Para a calda
  • 12 gemas
  • 390 g de doce de chila
  • 400 g de açúcar
  • 400 ml de água
  • 6 ovos inteiros
Para a cobertura
  • açúcar em pó
  • fios de ovos p/ decorar (opcional)

Confeção:

Comece por preparar a massa do bolo, levando ao lume o açúcar com a água até fazer ponto de pasta (a calda começa a borbulhar nas bordas da panela).

Junte a amêndoa ralada e os ovos batidos, até obter um preparado espesso, levando depois a cozinhar em lume moderado. Mexa bem até que o preparado se descole do tacho. Retire do calor e deixe arrefecer um pouco.

Forre com a massa uma forma redonda, previamente untada. Comece por cobrir o fundo, pressionando bem com as mãos. Forre depois as partes laterais com a restante massa bem esticada e reserve.

Para a calda, leve a ferver o açúcar com a água até obter a consistência própria do ponto de fio (mergulhando uma colher na calda, esta deverá correr facilmente, em fio, mas aderindo à colher uma pequena camada de açúcar).

Junte 6 gemas às colheradas, virando-as à medida que vão cozendo. Depois de prontas, retire-as do lume.

À parte, misture as 6 gemas restantes com o doce de gila e deixe cozer.

Coloque o doce de gila sobre a massa previamente enformada e vá dispondo os dois doces em camadas alternadas: primeiro o doce de gila e, em seguida, as capas formadas com as gemas e a calda de açúcar. Envolva, por fim, com massa de amêndoa, de forma a cobrir o recheio, dando ao bolo a forma de pão.

Leve a alourar em forno moderado, entre 180º e 190º C, entre 10 a 15 minutos. O bolo deve ficar levemente tostado, como acontece com o pão.

Desenforme só depois de frio e polvilhe com açúcar em pó, decorando com fios de ovos, se desejar.

Créditos da foto: http://myrestaurant.pt

EXPERIMENTE TAMBÉM ESTAS DELICIOSAS RECEITAS:

1 resposta a Pão de Rala (Évora)

  1. Reni diz:
    Adoro páo de rala e toda a doçaria portuguesa e é muito importante que se a mantenha bem como o conhecimento de sua origem bem portuguesa e não de outros países.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

[google-translator]