Mil-folhas

O mil-folhas é um bolo de origem francesa, feito com massa folhada e recheado com creme. Geralmente é de tamanho médio e para consumo individual, no entanto também há mil-folhas em miniatura e em tamanho XL (para mais do que uma pessoa). Embora haja diferentes receitas, o bolo é tradicionalmente composto por três camadas de massa folhada e duas camadas de creme de pasteleiro, sendo a camada superior da massa revestida com açúcar em pó ou glacê com chocolate.

É um bolo delicioso, muito popular e apreciado em Portugal e no Brasil. Em Portugal, o bolo é coberto com um glacê de açúcar com pinceladas de chocolate, sendo o recheio geralmente feito com creme de pasteleiro; já no Brasil, o mil-folhas é recheado com creme de baunilha ou de chocolate e polvilhado com açúcar em pó.

Neste artigo, apresentamos a receita mais popular em Portugal, com creme de pasteleiro.

Ingredientes:

Para a base
Para o recheio
  • 150 g de açúcar
  • 30 g de farinha de trigo
  • 30 g de maisena
  • 4 gemas
  • 500 ml de leite
  • casca de 1 limão
    ou, se preferir, 2 colheres (chá) de essência de baunilha
Para a cobertura
  • 1 clara
  • 1 colher (sopa) de cacau em pó
  • 200 g de açúcar em pó

Confeção do modo Tradicional:

Ligue o forno a 180º C.

Se fez a receita caseira da massa folhada, estenda-a numa superfície polvilhada com farinha, até ter cerca de 2-3 mm de espessura. Caso contrário, corte-a simplesmente em retângulos (o número de retângulos dependerá do tipo de bolo que pretenda fazer, faça retângulos mais pequenos se quiser fazer mil-folhas individuais ou maiores, caso pretenda um bolo grande; independentemente do tamanha, cada mil-folhas é feito com três retângulos de massa).

Disponha os retângulos em tabuleiros humedecidos, pique-os com um garfo para que não inche muito e leve ao forno cerca de 10-15 minutos (a massa deverá ficar dourada e estaladiça, mas sem queimar). Retire a massa folhada do forno e deixe arrefecer.

Para o creme do recheio, ferva 400 ml de leite com o açúcar e a casca de limão ou a essência de baunilha.

À parte, misture a farinha de trigo e a maisena.

Junte os 100 ml de leite frio e misture.

Acrescente as gemas e envolva bem.

Deite o leite quente, mexendo continuamente.

Leve o creme ao lume, a temperatura moderada, até espessar.

Retire a casca de limão e passe o creme para outro recipiente. Tape com película aderente | papel filme, colando-o ao creme para que não ganhe crosta, e deixe arrefecer.

Para a cobertura, bata a clara e, quando começar a fazer espuma, junte o açúcar em pó, aos poucos.

Continue a bater até obter uma mistura espessa, lisa e brilhante.

Separe ⅓ do glacê e junte-lhe o cacau, mexendo bem. Reserve.

Para a montagem do bolo, coloque um retângulo de massa folhada com a parte mais lisa voltada para cima e barre com o creme (deverá racionar a quantidade de creme de acordo com a quantidade de bolos que fizer). Sobreponha o segundo retângulo de massa e repita a operação.

Coloque o terceiro retângulo sobre os anteriores, igualmente com a parte mais lisa virada para cima, e cubra-o com o glacê branco, espalhando com uma espátula.

Com uma seringa ou cartucho de papel vegetal, faça riscas, no sentido longitudinal, com o glacê de cacau sobre o branco.

Usando um palito ou um espeto, faça riscas transversais leves, de forma a que o mil-folhas fique com o seu aspeto característico e deixe secar. Reserve no frigorífico | geladeira até à hora de servir.

Preparação na Bimby:

Ligue o forno a 180º C.

Se fez a receita caseira da massa folhada, estenda-a numa superfície polvilhada com farinha, até ter cerca de 2-3 mm de espessura. Caso contrário, corte-a simplesmente em retângulos (o número de retângulos dependerá do tipo de bolo que pretenda fazer, faça retângulos mais pequenos se quiser fazer mil-folhas individuais ou maiores, caso pretenda um bolo grande; independentemente do tamanha, cada mil-folhas é feito com três retângulos de massa).

Disponha os retângulos em tabuleiros humedecidos, pique-os com um garfo para que não inche muito e leve ao forno cerca de 10-15 minutos (a massa deverá ficar dourada e estaladiça, mas sem queimar). Retire a massa folhada do forno e deixe arrefecer.

Para o creme do recheio, coloque 400 g de leite no copo da Bimby com o açúcar e a casca de limão ou a essência de baunilha. Programe 12 min/ 90º/ velocidade Counterclock.

À parte, misture a farinha de trigo e a maisena.

Junte o leite frio que reservou e misture.

Acrescente as gemas e envolva bem.

Retire a casca de limão do preparado do copo e adicione a mistura de farinhas, leite e gemas. Programe 12 minutos/ temperatura 90º/ velocidade 2.

Passe o creme para outro recipiente e tape com película aderente | papel filme, colando-o ao creme para que este não ganhe crosta, e deixe arrefecer.

Para a cobertura, bata a clara e, quando começar a fazer espuma, junte o açúcar em pó, aos poucos.

Continue a bater até obter uma mistura espessa, lisa e brilhante.

Separe ⅓ do glacê e junte-lhe o cacau, mexendo bem. Reserve.

Para a montagem do bolo, coloque um retângulo de massa folhada com a parte mais lisa voltada para cima e barre com o creme (deverá racionar a quantidade de creme de acordo com a quantidade de bolos que fizer). Sobreponha o segundo retângulo de massa e repita a operação.

Coloque o terceiro retângulo sobre os anteriores, igualmente com a parte mais lisa virada para cima, e cubra-o com o glacê branco, espalhando com uma espátula.

Com uma seringa ou cartucho de papel vegetal, faça riscas, no sentido longitudinal, com o glacê de cacau sobre o branco.

Usando um palito ou um espeto, faça riscas transversais leves, de forma a que o mil-folhas fique com o seu aspeto característico e deixe secar. Reserve no frigorífico | geladeira até à hora de servir.

SUGESTÃO:

Use as gemas que não foram necessárias para a preparação do mil-folhas para fazer um Cheesecake de Café para a sobremesa (receita AQUI).

Print Friendly, PDF & Email

3 Responses to Mil-folhas

  1. rosangela diz:

    Gostei muito dessa receita,saborosa de ver eu engordei mais 5 km kkkkkk

  2. Tânia Raquel Ferreira Ribeiro diz:

    Este bolo no Porto chama-se um Napoleão, também temos um mil folhas mas não é assim, é um bolo mais alto, com massa folhada em baixo e no topo e no meio é feito com claras e açúcar, fica branco e fofo.

  3. ana covelo diz:

    Obrigada mil vezes por cada folha. Pensei que ia cometer uma loucura mas ficaram um espétaculo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *